sábado, 31 de janeiro de 2009

AMIGOS AMANTES CHOCOLATE

O AUTOR
Alexander McCall Smith

Nascido em Bulawayo na antiga Rodésia do Sul, hoje Zimbábue, foi educado em seu país natal antes de se mudar para a Escócia para estudar Direito na Universidade de Edimburgo. onde hoje vive. Foi professor de direito na Universidade de Edimburgo. Ex-presidente da Comissão de Ética do British Medical Journal (até 2002), ex-vice-presidente da Comissão Genética Humana do Reino Unido, e um antigo membro da Comissão Internacional de Bioética da UNESCO. Devido ao seu sucesso como um escritor tardio estes outros compromissos não poderam ser mantidos. Em junho de 2007 foi premiado com o grau honorífico de Doutor em Direito em uma cerimônia celebrando o tricentenário da Universidade da Faculdade de Direito de Edimburgo. É autor de mais de sessenta livros.

Bibliografia

The No. 1 Ladies' Detective Agency Series

* 1998 The No.1 Ladies' Detective Agency
* 2000 Tears of the Giraffe
* 2001 Morality for Beautiful Girls
* 2002 The Kalahari Typing School for Men

* 2003 The Full Cupboard of Life
* 2004 In the Company of Cheerful Ladies (também conhecido como The Night-Time Dancer)
* 2006 Blue Shoes and Happiness
* 2007 The Good Husband of Zebra Drive
* 2008 The Miracle at Speedy Motors
* 2009 Tea Time for the Traditionally Built

Professor Dr. von Igelfeld Entertainments

* 2003 Portuguese Irregular Verbs
* 2003 The Finer Points of Sausage Dogs
* 2003 At the Villa of Reduced Circumstances


The Sunday Philosophy Club Series

também conhecido como Isabel Dalhousie Mysteries

* 2004 The Sunday Philosophy Club
* 2005 Friends, Lovers, Chocolate
* 2006 The Right Attitude to Rain
* 2007 The Careful Use of Compliments
* 2008 The Comfort of Saturdays (UK title) or The Comforts of a Muddy Saturday (American title)

44 Scotland Street Series


* 2005 44 Scotland Street
* 2005 Espresso Tales
* 2006 Love over Scotland
* 2007 The World According to Bertie
* 2008 The Unbearable Lightness of Scones

Outras novelas

* 2008 La's Orchestra Saves the World
* 2008 Corduroy Mansions (published online daily in serial form at telegraph.co.uk; scheduled for printing as a book in 2009)

Contos

* 1991 Children of Wax: African Folk Tales

* 1995 Heavenly Date: And Other Flirtations
* 2004 The Girl Who Married a Lion: And Other Tales from Africa

Livros Infantís

* 1984 The Perfect Hamburger
* 1988 Alix and the Tigers
* 1990 The Tin Dog
* 1991 Calculator Annie
* 1991 The Popcorn Pirates
* 1992 Akimbo and the Lions
* 1992 The Doughnut Ring
* 1993 Akimbo and the Crocodile Man

* 1994 Paddy and the Ratcatcher
* 1995 The Muscle Machine
* 1996 The Bubblegum Tree
* 1997 Bursting Balloons Mystery
* 1997 The Five Lost Aunts of Harriet Bean
* 1999 Chocolate Money Mystery
* 2000 Teacher Trouble
* 2005 Akimbo and the Elephants
* 2006 Dream Angus
* 2006 Akimbo and the Snakes
* 2008 Akimbo and the Baboons

Textos Acadêmicos

* 1978 Power and Manoeuvrability (with Tony Carty)
* 1983 Law and Medical Ethics (with J Kenyon Mason) (this text has gone through several editions: a seventh, by Mason and Graeme Laurie, was published in 2006. McCall Smith contributed to all six previous editions.)
* 1987 Butterworths Medico-Legal Encyclopaedia (with J Kenyon Mason)
* 1990 Family Rights: Family Law and Medical Advances (with Elaine Sutherland)
* 1992 The Criminal Law of Botswana (with Kwame Frimpong)
* 1993 The Duty to Rescue (with Michael Menlowe, 1993)
* 1992 Scots Criminal Law (with David H Sheldon, second edition published 1997)
* 1997 Forensic Aspects of Sleep (with Colin Shapiro)
* 2000 Justice and the Prosecution of Old Crimes (with Daniel W Shuman)

* 2001 Errors, Medicine and the Law (with Alan Merry)
* 2003 A Draft Criminal Code for Scotland (with Eric Clive, Pamela Ferguson and Christopher Gane)
* 2004 Creating Humans: Ethical questions where reproduction and science collide (collected lectures, audio recordings)



O LIVRO

AMIGOS AMANTES CHOCOLATE
de Alexander McCall Smith


Páginas - 240

Editora da Revista de Ética Aplicada, Isabel Dalhousie vive às voltas com manuscritos, concertos e discussões filosóficas. A oportunidade de cuidar da delicatéssen da sobrinha por uns dias lhe parece ideal para descansar um pouco a cabeça. Agora terá de se ocupar de chás, biscoitos, azeites, queijos, vinhos e... clientes. Um deles é Ian, que acaba de ser salvo por um transplante de coração.

Após a cirurgia, Ian passou a ter visões de um rosto misterioso. Ele desconfia que o coração transplantado pode ter guardado as memórias do doador. Curiosa e impelida por seu inabalável senso moral, Isabel não resiste em tentar ajudar o novo amigo. A idéia de memória celular teria confirmação científica? Conseguiria descobrir de quem é a fisionomia que agora persegue Ian?
Na busca de uma resposta racional para essas visões, a filósofa revira a simpática Edimburgo atrás de pistas do doador anônimo e acaba se deparando com delicadas questões éticas e afetivas, com um italiano sedutor e até com espiritismo.

Obras do autor publicadas pela Companhia das Letras

AGÊNCIA NO.1 DE MULHERES DETETIVES

AKIMBO E OS ELEFANTES

AKIMBO E OS LEÕES

AMIGOS AMANTES CHOCOLATE

CLUBE FILOSÓFICO DOMINICAL, O

LÁGRIMAS DA GIRAFA, AS

MORALIDADE PARA GAROTAS BONITAS

UM LANÇAMENTO
Justificar








Desvirando a página - A vida de Olavo Setubal

Desvirando a página - A vida de Olavo Setubal
de Ignácio de Loyola Brandão
e Jorge J. Okubaro

Nº de Páginas: 528


Ao levar para o banco métodos de engenharia, Olavo Egydio Setubal despertou o ceticismo de outros banqueiros da época.

De todos, somente ele sobreviveu, tendo revolucionado e modernizado a maneira de administrar uma instituição. Inventou as fusões entre bancos, criou sistemas racionais, foi pioneiro na informatização e transformou seu grupo, o Itaú, em um dos mais poderosos do País. Fundou a Deca, reestruturou a Duratex; assim, em cada empresa onde colocou as mãos, elevou-a ao primeiro nível. Prefeito, foi diferenciado. Ministro, mudou a forma de o Brasil ver o mundo. Aliás, adorou a política, até se desiludir com os métodos dos políticos.

Como colecionador de arte, uma arte que hoje está à disposição do grande público, ele se mostrou singular. Esta não é uma biografia acadêmica, nem um breviário de economia. É a história de um homem além de seu tempo. Sua vida privada, suas relações, emoções, desilusões, vitórias, sentimentos, o humor, determinações, ambições e maneiras de agir. O pragmático que chorava. Aqui se desviram as páginas de sua vida.

UM LANÇAMENTO









sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Festival de Aparecimento Transcendental de Sri Nityananda Prabhu

Festival de
Aparecimento Transcendental de Sri Nityananda Prabhu,
o companheiro principal de Sri Caitanya Mahaprabhu na fundação deste movimento
Hare Krishna, há 522 anos na Índia.

Data: 07/02/2009 sábado
Local: Templo Hare Krishna de Curitiba
http://www.harekrishnacuritiba.com/?q=node/284
Programação:
18 hs - bhajan (música)
19 hs - kirtana
19:30-20:30 - palestra
20:30 - 21hs - teatro e dança
21hs - prasadam

Os devotos devem trazer preparações culinárias ou frutas exóticas

SAIBA MAIS EM

A LEDORA DE RENDAS

A LEDORA DE RENDAS
de Brunonia Barry


Páginas:404

O que você faria se pudesse ler o futuro em tramas de rendas? Towner Whitney decide abdicar desse exótico talento, herdado de Eva, sua tia-avó, após a morte da irmã gêmea, Lindley. Abalada, ela resolve afastar-se do passado de sua excêntrica família e recomeçar a vida na Califórnia. Quinze anos depois, um telefonema do irmão, comunicando o desaparecimento de sua querida tia-avó, traz Towner de volta à cidade de Salem. O retorno não é fácil – ela precisa confrontar seus medos do passado. Este é o mote de A ledora de rendas, romance de estreia da roteirista formada em literatura, Brunonia Barry.

Lançado de forma independente por Brunonia, o livro chamou a atenção da Editora William Morrow, da gigante Random House, que o transformou na aposta do último verão norte-americano. Com tiragem inicial de 200 mil exemplares, A ledora de rendas conquistou as listas dos mais vendidos do The New York Times, The Washington Post e Publisher’s Weekly, além de grupos de leituras de todo o país. No mercado internacional, o livro foi comercializado para publicação em 21 países.

A trama se passa em Salem, antigo pólo portuário alçado à capital das bruxas por conta da caçada empreendida no local no século XVII, quando mais de 150 pessoas foram presas acusadas de bruxaria. Até hoje, a casa que serviu de sede ao tribunal de caça às bruxas, bem como o cemitério, são pontos turísticos na cidade. Juntam-se a eles atrações citadas no livro de Brunonia Barry, como o Museu Peabody, a Rua Chestnut e outras tantas mansões históricas que remetem à América colonial, e que no livro compõem o cenário de mistério e romance desejados pela autora.

A família Whitney, retratada pela autora, se confunde com a história de Salem: o patriarca foi um dos responsáveis pelo enriquecimento da cidade com o comércio naval e sua fábrica de calçados; as mulheres são capazes de prever o futuro e decifrar o passado através de tecidos de renda, alcançando a notoriedade. A mais conhecida delas, respeitada e temida, é Eva Whitney, avó da protagonista.

Com o desaparecimento de Eva, Towner tem que enfrentar Cal Boynton, ex-marido de sua tia, e agora líder de uma seita de fanáticos religiosos denominados Calvinistas. A história vai se complicando com o sumiço de uma moça, seguidora de Cal e amiga de Eva e May, a reclusa mãe de Towner. Com o interesse cada vez menos profissional do policial Rafferty, e com o envolvimento do seu antigo namorado, Jack, Towner tem que restabelecer um relacionamento com a família, da qual fugiu após uma crise no fim da adolescência.

Brunonia Barry cria em A ledora de rendas uma trama surpreendente, em que trajetórias se imbricam em camadas cada vez mais profundas e ultrapassá-las significa trazer à tona um passado de intrigas e dor. Múltiplos pontos de vista vêm à tona nesta narrativa pontuada por flashbacks de antigos moradores da pequena cidade, dando ritmo a esta história de amor e suspense. Assim como as rendas de Salem, a trama se entrelaça e alcança um final inesperado no melhor estilo O sexto sentido.

A AUTORA
Brunonia Barry
Nascida e criada em Massachusetts, Brunonia Barry estudou literatura e escrita criativa na Universidade de Green Mountain e na Universidade de New Hampshire. A autora já trabalhou no teatro e também escreveu roteiros para vários estúdios de Hollywood. Sua mais recente empreitada foi lançar seu primeiro romance, A ledora de rendas, de forma independente – livro que agora chega ao Brasil pela Rocco.

UM LANÇAMENTO


LUISITO

Pode a presença de um animal de estimação fazer voltar a cor para os dias de alguém? Em Luisito – Uma história de amor, Susanna Tamaro nos mostra que sim. Com uma narrativa comovente, ela nos apresenta Anselma, uma professora aposentada que vive sozinha depois que os filhos saíram de casa e o marido morreu. Sua triste rotina muda por completo quando ela encontra um belo papagaio abandonado. Ao decidir cuidar da ave, a personagem afasta a melancolia e redescobre a vontade de viver.

O LIVRO
LUISITO
de Susanna Tamaro


Páginas:128



Mal sabia Anselma que o gesto rotineiro de jogar o lixo fora na caçamba do outro lado da rua lhe traria uma grata surpresa. Depois de ouvir um barulho estranho em meio aos papéis, a professora encheu-se de coragem e usou um cabo de vassoura para remexer na pilha de detritos, em busca da criatura que emitia o som. Ao cutucar uma caixa de leite vazia, descobriu um papagaio de plumagem colorida e olhos suplicantes. Com pena, resolveu levar a ave para casa. Na manhã seguinte, deu-lhe o nome de Luisito, em homenagem a Luisita, sua grande amiga dos tempos do curso normal.

Pouco a pouco, a presença de Luisito estimula sua dona a sair da inércia em que se encontrava. Anselma passa a prestar mais atenção nas notícias transmitidas pela televisão, retoma o jogo de palavras cruzadas esquecido sobre a mesa, vai às compras mais vezes, decide reorganizar a casa, jogando fora coisas guardadas há anos em um depósito, e até resgata antigas paixões, como os discos de canções napolitanas. Os telefonemas dos filhos, recebidos em dias alternados, deixam de ser sua única distração.

Conforme vai derretendo as camadas de gelo que envolviam o seu coração, a professora recupera o amor próprio. Velhas recordações, como as inúmeras conversas com Luisita e os anos de trabalho com os alunos, tomam conta de sua mente e conduzem a um balanço da própria vida. Mas, depois de oferecer uma festa aos seus antigos colegas de magistério, Anselma é apanhada de surpresa: um vizinho irritado denuncia a presença do papagaio no apartamento e a ave é apreendida. Seria o fim da relação dos dois? Mais do que um relato sobre um animal de estimação, Luisito – Uma história de amor é uma fábula moderna sobre amizade e esperança, que promete conquistar leitores de todas as idades.

A AUTORA
Susanna Tamaro nasceu em Trieste, Itália, no ano de 1957, embora tenha habitado em Roma durante a maior parte da sua vida. Em 1994 eclode o sucesso Vai Aonde Te Leva o Coração, o bestseller que já vendeu mais de 6 milhões de exemplares no total dos países onde foi publicado. Actualmente, é proprietária de uma pequena herdade em Orvieto, em pleno coração da Umbria, onde encontrou um retiro espiritual que lhe confere a paz e tranquilidade necessárias para escrever.

Durante os anos de estudo, teve empregos temporários em emissoras italianas, como a RAI e o terceiro canal. Em 1989, teve o primeiro livro publicado – La testa tra le nuvole –, seguido por A uma só voz, de 1991. O sucesso foi alcançado três anos mais tarde ao lançar Vá aonde seu coração mandar, editado no Brasil pela Rocco, assim como De volta à casa, O Círculo Mágico, Responda-me, Tobias e o anjo, A uma só voz, Alma do Mundo e Papirofobia.

Formada em cinema, Susanna escreveu e dirigiu o primeiro filme em 2004, Nel mio amore. Em 2006, além de ter lançado Ouça a minha voz (lançado no Brasil em 2007 pela Rocco), a escritora desenvolveu um espetáculo teatral junto com outras autoras italianas.

Além dos títulos já citados, dela, a Editora Rocco publicou mais recentemente, em 2009, Luisito - Uma história de amor. Susanna, hoje em dia, vive na cidade italiana de Orvieto, na Úmbria, onde desfruta da tranquilidade necessária para escrever.

UM LANÇAMENTO




quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

MG EDITORES PUBLICA 5ª EDIÇÃO REVISTA DE “UMA NOVA VISÃO DO AMOR”, DE FLÁVIO GIKOVATE

“Os relacionamentos devem se basear muito mais em laços de amizade que de dependência.” O psicoterapeuta Flávio Gikovate defendeu essa tese em sua primeira grande obra a respeito do amor, em 1990. Em toda sua produção seguinte ele trata do tema com base nos fundamentos que aparecem neste texto. Clique aqui para saber mais sobre este livroNo livro Uma nova visão do amor, ele tece relações entre amor, casamento, solidão e individualidade, passando pelo tão falado tema da paixão. E propõe uma nova maneira de enxergar a relação entre duas pessoas, apontando a vaidade como um dos principais obstáculos à felicidade e mostrando que o uso da razão é um dos caminhos para viver plenamente o amor.

Partindo de considerações pessoais muito peculiares, sempre apoiadas em sua experiência clínica de mais de quarenta anos, Gikovate parte do princípio de que o amor, por ser considerado o mais nobre dos sentimentos, raramente é associado a elementos negativos, o que impede uma reflexão crítica sobre ele. Além disso, o quase obrigatório contraponto entre esse sentimento e a razão leva à depreciação da segunda.

Por isso, Gikovate apresenta novas formas de relacionamento, baseadas na consciência de que somos seres plenos e não apenas metades em busca de complemento. “O amor dito ‘romântico’ é imaturo e regressivo e não condiz com uma relação de boa qualidade. O amor é um sentimento que temos pela pessoa cuja presença provoca em nós a sensação de paz e aconchego que perdemos ao nascer. A mãe é o nosso primeiro objeto de amor. Quando crescemos e nos tornamos independentes, queremos nos entreter com outras coisas, mas, vez por outra, nos sentimos inseguros e corremos atrás do aconchego físico materno. Portanto, o amor é o sentimento que se tem pela pessoa com a qual você supre a sensação de desamparo, de incompletude. Mas essa sensação de que falta alguma coisa não pode ser preenchida por outra pessoa. Temos de nos resolver interiormenteantes de nos unir a alguém”, afirma o autor.

Uma nova visão do amor
de Flávio Gikovate


Edição 5 / 2009
232 pág.

O amor, por ser considerado o mais nobre dos sentimentos, raramente é associado a elementos negativos, o que impede uma reflexão crítica. Além disso, o contraponto entre esse sentimento e a razão leva à depreciação da segunda. Analisando novas formas de relacionamento, baseadas na consciência de que somos seres plenos e não apenas metades em busca de complemento, este livro derruba diversos tabus sobre o assunto.
Edição revista.

Clique aqui para ler o
sumário e as primeiras páginas
deste livro



UM LANÇAMENTO




PROGRAMAÇÃO CINEMA CURITIBA

De 30 de janeiro a 5 de fevereiro de 2009

Domingo, dia 1º de fevereiro – ingresso a R$1,00

CINEMATECA - Sala Groff - Rua Carlos Cavalcanti nº 1174 fone 41 3321-3270 (De segunda a sexta-feira, das 09:00 às 12:00 e das 14:00 às 18:30) e 3321-3252 (diariamente das 14:30 às 21:00) – www.fccdigital.com.br


MOSTRA DE ANIME 2009 (Final)

Dias 30 e 31 – Sessões às 16h e 20h – Entrada Franca

Co-promoção com o Consulado Geral do Japão no Paraná

(ver programação anexa)



A ESCOLA DO RISO, 2004, Japão, 121’, de Mamoru Hosi, com Kôji Yakusho, Goto Inagaki, Tae Kimura.

Um censor do governo japonês interfere na montagem de uma adaptação de "Romeu e Julieta", o que faz com que reescreva a peça juntamente com o comediante que a está realizando.

De 01 a 05 sessões 16h

Classificação livre.



ANOS DE CHUMBO, Alemanha, 1981, 106’, de Margarethe von Trotta, com Bárbara Sukowa, Doris Schade, Rudiger Vogler.

Alemanha, 1968: Marianna e Juliane, filhas de um pastor, lutam por mudanças na sociedade, como a legalização do aborto. Juliane é repórter e Marianna, membro de uma organização terrorista. Marianna é presa e passa a ser ajudada pela irmã, que começa a questionar a maneira como ela é tratada.

Dia 01 sessão 20h

Classificação 16 anos

Entrada Franca.


1º FESTIVAL DE JURI POPULAR

DE 02 A 08

SESSÃO 20H

ENTRADA FRANCA

(VER PROGRAMAÇÃO ANEXA)




PROGRAMAÇÃO

De 30 de janeiro a 5 de fevereiro de 2009

Domingo, dia 1º de fevereiro – ingresso a R$1,00

CINE LUZ Rua XV de Novembro nº 822 fone 41 3321-3270 (De segunda a sexta-feira, das 09:00 às 12:00 e das 14:00 às 18:30) e 3321-3261 (diariamente das 14:30 às 21:00) www.fccdigital.com.br

MANDELA - LUTA PELA LIBERDADE, 2007 (Alemanha/ França/ Bélgica/ África do Sul/ Itália/ Luxemburgo/ Reino Unido), 140’ de Bille August, com Joseph Fiennes, Dennis Haysbert, Diane Kruger.

A vida de um homem racista (Joseph Fiennes) muda completamente por conta de sua convivência por 20 anos com um negro, prisioneiro do qual cuidou nesse período. O prisioneiro era Nelson Mandela (Dennis Haysbert).

Sessões 15h e 17h35

Domingo, dia 1º sessão somente as 17h35

Classificação: 10 anos

ANDARILHO, Documentário, Brasil, 2007, 80’, de Cao Guimarães.

Entre Montes Claros e Pedra Azul, no nordeste de Minas Gerais, três andarilhos solitários percorrem trajetórias distintas, relacionando-se, cada um do seu jeito, com os elementos de um mundo onde tudo é transitório.

Melhor filme no 9º Festival Internacional de Cinema de Las Palmas de Gran Canária/Espanha

Melhor direção (documentário) Festival do Rio de Janeiro 2007.

O diretor Cao Guimarães, é, ao lado de Kiko Goifman, um dos principais nomes da vanguarda do cinema brasileiro atual.

Sessão às 20h10

Classificação livre

KIRIKOU – OS ANIMAIS SELVAGENS (Kirikou et lês Bêtes sauvages – França/2005). Animação dublada. Direção de Bénédicte Galup e Michel Ocelot. Kirikou é menino muito pequenino, nascido em uma aldeia da África Ocidental. O garotinho não alcança nem o joelho de um adulto, mas terá de enfrentar a poderosa e malvada Karabá, feiticeira que secou a fonte d’água da aldeia de Kirikou, engoliu todos os homens que foram enfrentá-la e ainda pegou todo o ouro que tinham. Nessa aventura, o garotinho enfrenta muitos perigos e percorre lugares que somente pessoas pequeninas poderiam entrar. – 75’ Classificação livre

Domingo, dia 01 – sessões às 10h30 e 15h










Anexos:

MOSTRA DE ANIME 2009

De 25 a 31 de janeiro de 2009

Na Cinemateca de Curitiba

Entrada Franca

Co-promoção com o Consulado Geral do Japão no Paraná


Dia 25, sessão às 16h:

DORAEMON – O DINOSSAURO DE NOBITA (Japão, 2006). Direção de Ayumu Watanabe. Produtor Fujiko Fujio. Diretor Executivo Kozo Kusuba. 107 min, (legendas em Espanhol) Classificação livre

SINOPSE: Diferente dos outros filmes de Doraemon (o gato robótico) este será um remake do primeiro filme de Doraemon, também chamado DINOSSAURO DE NOBITA que passou no ano 1980. O filme é sobre Nobita que encontra um ovo de dinossauro, e sem condições para criar um dinossauro, resolve levar para a época dos dinossauros com a máquina do tempo, mas acaba ficando preso com Doraemon e seus amigos por causa de uma falha na máquina do tempo.

Às 20h:

A VIAGEM DE CHIHIRO (Japão, 2001). Direção de Hayao Miyazaki. 125 min. (Dublado em portugues). Classificação livre

SINOPSE: Ganhador do Oscar de Melhor Longa-Metragem de Animação, “A viagem de Chihiro” é um filme que encantou e emocionou platéias em todos os países onde foi exibido. Um desenho feito para crianças de todas as idades. Chihiro, uma menina esperta de 10 anos, e seus pais, estão de mudança. Nos arredores do novo bairro, eles se deparam com um parque de diversões abandonado. Como num sonho ela começa a viver uma grande aventura num mundo encantado, habitado por fantásticas criaturas e passa a ser protegida por Haku, um menino com poderes mágicos. Para salvar seus pais e voltar ao nosso mundo, Chihiro terá de ter muita humildade, coragem e determinação.

Dia 26, sessão às 16h:

METRÓPOLIS (Japão, 2001). Direção de Osamu Tezuka. 109 min ( legendas em portugues). 109 min. Classificação 14 anos

SINOPSE: Prepare-se para uma experiência totalmente nova com o que há de mais inovador em matéria de animação. Baseados nos quadrinhos do mestre da animação japonesa, Osamu Tezuka (Astro Boy), escrito pelo lendário Katsuhiro Otomo (Akira) e dirigido por Rintaro (Galaxy Express 999), Mestrópolis é um filme espetacular, com imagens maravilhosas e personagens inesquecíveis. No mundo industrial de Metrópolis, Duke Reid é um poderoso líder.




Às 20h:

A VIAGEM DE CHIHIRO (Japão, 2001). Direção de Hayao Miyazaki. 125 min. (Dublado e Legendado em portugues). Classificação livre

Dia 27, sessão às 16h:

TEKKONKINKREET (Japão, 2006). Direção de Michael Arias. 111min. (dublado em portugues). Classificação 16 anos

SINOPSE: O mesmo estúdio de animação que criou Animatrix apresenta este visualmente e incrível novo filme de animação baseado na popular história em quadrinhos japonesa escrita por Taiyo Matsumoto. Na cidade do tesouro a vida pode ser doce ou brutal. Isto é a pura verdade para nossos heróis Black & White, dois meninos rebeldes de rua que tomam conta da cidade, lutando constantemente contra o vilão do velho mundo Yakuza e criaturas alienígenas assassinadas que pretendem destruir a metrópole.

Às 20h:

TOKYO GODFATHERS (Japão, 2003). Direção de Satoshi Kon. 91 min. (Legendas em portugues). Classificação 16 anos

SINOPSE: O aclamado diretor Satoshi Kon (Perfect Blue, Millennium Actress) e o estúdio líder japonês em animação Mad House (X, Vampire Hunter D, Ninja Scroll) apresentam esta história visual e emocionalmente impressionante de aventura, amor e redenção. Em Tóquio, as vidas de três mendigos são transformadas para sempre quando eles encontram uma bebezinha abandonada no lixo em plena véspera de Natal. Com o Ano Novo se aproximando, os três esquecidos membros da sociedade se juntam para desvendar o ministério do abandono da criança e o destino dos pais. No meio da confusão, acontecimentos e pessoas aparentemente sem relação acabam obrigando a confrontar seus passados remotos, ao mesmo tempo em que eles aprendem a juntos encarar o futuro.

Dia 28, sessões às 16h

COWBOY BEBOP (Japão, 2001). Direção Shinichiro Watanabe. 115 min. (Legendas em portugues) Classificação 16 anos

SINOPSE: Um vírus ameaça Marte e põe uma gang de mercenários na caça de um cruel inimigo. Aventura de ficção baseada numa série de sucesso na TV, com efeitos de animação impressionantes e ação ininterrupta. Marte, Dias antes da festa do Dia das Bruxas de 2071. Vilões explodem um caminhão na Highway One, espalhando um vírus que mata centenas de vítimas. Temendo um ataque bio-químico ainda mais devastador, uma recompensa astronômica é oferecida pela captura da pessoa responsável pela destruição.

Às 20h:

O CASTELO ANIMADO (Japão, 2004). Direção de Hayao Miyazaki. 120 min. ( Legendas em portugues). Classificação livre

SINOPSE: Essa é a história de Sophie, uma jovem de 18 anos vítima da maldição de uma bruxa que a transformou em uma senhora de 90 anos. Obrigada a sair de casa, Sophie encontra em seu caminho o estranho castelo de um jovem mágico, onde nossa heroína passa a viver. Apenas o mágico é capaz de ver a verdadeira Sophie por trás da imagem da velha senhora. Ele, então, se apaixona por ela. E ela também se encanta por ele. Mas, para desfazer a maldição e viver esse amor e paz, Sophie e o mágico terão que superar muitos obstáculos e buscar em seus corações a força dos sentimentos mais nobres, para juntos enfrentarem poderosos inimigos. Uma viagem fascinante e inesquecível ao fantástico mundo dos mágicos, bruxas e castelos que têm vida própria.

Dia 29, sessão às 16h:

O CASTELO ANIMADO (Japão, 2004). Direção de Hayao Miyazaki. 120 min. (Dublado em portugues). Classificação livre

Às 20h:

PAPRIKA (2006). Direção de Satoshi Kon. 90 min. (Dublado em portugues).

Classificação 12 anos

SINOPSE: Paprika mostra o mundo da fantasia e da imaginação, onde realidades e sonhos se transformam em uma sucessão de brilhantes efeitos visuais neste impressionante filme de animação do aclamado diretor Satoshi Kon. O centro da fábula mágica é uma máquina revolucionária que permite aos cientistas acessar o cérebro e gravar os sonhos. Logo após ter sido roubada, um destemido detetive e um excelente terapeuta unem forças para recuperar o aparelho antes que ele vá parar nas mãos de um “terrorista dos sonhos”

Dia 30, sessão às 16h:

MEMORIES (Japão, 2005). Direção de Katsushiro Otomo. 114 min (Legendas em portugues)

Classificação 16 anos

SINOPSE: Criado pelo célebre mestre da Animação Katsuhiro Otomo (Akira Houjin Z), Memories consiste em três histórias deslumbrantes cada uma com um estilo surpreendente. “Magnetic Rose” dirigida por Koji Morimoto (Animatrix) e baseada em um curta de Otomo, fala sobre dois viajantes espaciais que, segundo um sinal, acabam sendo levadas para um mundo magnífico criado pelas memórias de uma mulher. Tensai Okamura (Wolf’s Rain) dirige “Stink Bomb”, onde um jovem químico acidentalmente se transforma em uma arma biológica implacável pronta para atingir Tóquio. “Cannon Fooder” de Otomo mostra um dia da vida de uma cidade que tem como único propósito disparar canhões em inimigo desconhecidos.

Às 20h:

A VIAGEM DE CHIHIRO (Japão, 2001). Direção de Hayao Miyazaki. 125 min. ( Legendas em portugues). Classificação livre


Dia 31, sessão às 16h:

O CASTELO ANIMADO (Japão, 2004). Direção de Hayao Miyazaki. 120 min. (Dublado em portugues). Classificação livre

Às 20h:

DORAEMON – O DINOSSAURO DE NOBITA (Japão, 2006). Direção de Ayumu Watanabe. Produtor Fujiko Fujio. Diretor Executivo Kozo Kusuba. 107 min, (legendas em espanhol) Classificação livre




1º FESTIVAL DO JURI POPULAR

De 2 a 8 de Fevereiro de 2009

Na Cinemateca de Curitiba

Sessão às 20h – Entrada franca

Com sede e coordenação no Rio de Janeiro, o Festival será realizado de 2 a 8 de fevereiro simultaneamente em dezoito capitais brasileiras. Nesta primeira edição, o Festival contou com 394 produções inscritas, de diversos estados brasileiros, sendo 42 selecionadas. São sete programas de filmes, sendo um hors-concours e seis competitivos. Será exibido um programa por dia, às 20h, com entrada franca. A escolha dos melhores filmes é feita pelo próprio público, em todas as dezoito localidades. Cédulas com urnas de votação, fornecidas pelo Festival, estarão à disposição do publico na Cinemateca. As categorias para votação, além do Grande Prêmio, são as seguintes: melhor ficção, animação, documentário, experimental, direção, roteiro, fotografia, montagem, direção de arte, ator, atriz e trilha sonora. Além de Curitiba, as cidades onde será realizado o Festival são Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Porto Alegre, Florianópolis, Vitória, Belo Horizonte, Salvador, Aracaju, Macapá, Fortaleza, São Luiz, João Pessoa, Teresina e Belém. Mais informações sobre o Festival, podem ser obtidas no site www.festivaldojuripopular.com.br .

Dia 02

Hors-Concours - 91', Classificação 16 anos – Entrada Franca.

DOSSIÊ RÊ BORDOSA de César Cabral, 15', SP, animação.Quais os reais motivos que llevaram o cartunista Angeli a matar Rê Bordosa, sua mais famosa criação? CÂMARA VIAJANTE, de Joe Pimentel, 20', CE, documentário. Sobre os fotógrafos populares que atuam em festas e romarias no interior do nordeste.ROMANCE.38, de Vinícius Casimiro e Vitor Brandt, 15', SP, ficção.

Jorge é um escritor que mistura em seu livro seu cotidiano de matador. ENGANO, de Cavi Borges, 11', RJ, ficção.Um homem. Uma mulher. Uma cidade. DREZNICA, de Anna Azevedo, 14', RJ, documentário. Filme construído com arquivos caseiros de Super 8 dos anos 70. Uma lírica jornada através das imagens e sensações reveladas pela memória e pelos sonhos de pessoas que não enxergam. OS FILMES QUE NÃO FIZ, de Gilberto Scarpa, 16', MG, ficção.A filmografia de um realizador completamente desconhecido que tem muitos projetos e roteiros, mas não tem nenhum filme produzido.

Dia 03

Programa 1 - 89', Classificação 12 anos – Entrada Franca.

BLACKOUT, de Daniel Rezende, 10', SP, ficção.Assessor e suplente de um corrupto deputado, as voltas com o assassinato de seu chefe.MINHA TIA, MEU PRIMO, de Douglas Soares, 9', RJ, documentário.Um filme sobre as relações afetivas.OLHE PARA NÓS, de Felipe Barros e Luise Weiss, 2', SP, experimental.

Registros familiares, feitos nos anos 50 e 60, onde as pessoas olham diretamente para a câmera. Imagens de um tempo passado olhando para o presente. LOUCOS DE FUTEBOL, de Halder Gomes, 22', CE, documentário.A paixão do brasileiro pelo futebol.CIDADE DO TESOURO, de Célio Franceschet, 17', SP, ficção.

A paixão de um jovem por investigadora de polícia. O GUARDADOR, de Diego Benevides, 8', PB, documentário.As histórias de um funcionário de laboratório de anatomia.TERRA, de Sávio Leite, 5', MG, animação.Coisas ordinárias acontecem com pessoas extraordinárias.SUPERBARROCO, de Renata Pinheiro, 16', PE, ficção.A ornamentação na ruína; o escuro no claro; o silêncio na voz; o imóvel na ação.


Dia 04

Programa 2 - 96' Classificação 14 anos – Entrada Franca.

MINAMI EM CLOSE-UP – A BOCA EM REVISTA, de Thiago Mendonça, 20', SP, documentário. A trajetória da revista Cinema em Close-up, que nos anos 70 tornou-se um sucesso de vendas publicando fotos de atrizes em poses sensuais e de seu editor Minami Keizi, é o ponto de partida para se contar a história dos filmes da Boca do Lixo e seus personagens. BEIJO FRANCES, de Paulo F. Camacho, 10', RJ, ficção.A intimidade de um casal que se depara com a solidão. NO TEMPO DE MILTINHO, de André Weller, 18', RJ, documentário. Investigação musical sobre Miltinho, cantor atuante desde os anos 40, conhecido como o rei do ritmo. NOITE DE SERÃO, de Fernando Secco, 15', RJ, ficção. Cinco caras... um sofá... uma esquina... e... nada a fazer. A ARMADA – O OUTRO LADO DO DESCOBRIMENTO, de Ric Oliveira, 14', SP, animação. Filme de animação inspirado na carta de Pero Vaz de Caminha e Os Lusíadas de Camões. Narra a viagem do descobrimento do Brasil, onde os Deuses do Olimpo são representados pelos Orixás do Candomblé. A MULHER BIÔNICA, de Armando Praça, 19', CE, ficção.

Um dia e duas lembranças da vida de Marta.

Dia 05

Programa 3 - 96' Classificação livre – Entrada Franca.

CÂES, de Adler "Kibe" Paz e Moacyr Gramacho, 16', BA, ficção. No sertão nordestino, Inácio, um jovem líder camponês, luta contra a aristocracia da região.

X CORAÇÃO, de Lisandro Santos, 12', RS, amimação. O amor platônico de Alex, chapista que faz o melhor Xis da cidade, por Val, a band-lider que freqüenta a lanchonete onde ele trabalha. NEM MARCHA NEM CHOUTA, de Helvécio Marins Jr., 7', MG, experimental. Nem lá nem cá...TIRA OS ÓCULOS E RECOHE O HOMEM, de André Sampaio, 20', RJ, ficção. A historia da composição da música “Tira os Óculos e Recolhe o homem”, de Jards Macalé e Moreira da Silva. EU E OS CROCODILOS, de Marcela Arantes, 17', SP, ficção.

A descoberta do outro e os conflitos emocionais típicos da adolescência. CODA, de Marcos Camargo, 9', SP, experimental.Verdades, fantasias e delírios de três bailarinas.

PRETINHO BABYLON, de Cavi Borges e Emílio Domingos, 17', RJ, ficção.

Um rastafari vivendo na grande Babylon.

Dia 06

Programa 4 - 94' Classificação 12 anos – Entrada Franca.

A CIDADE CARGUEIRO, de Aline Frey, 14', BA, ficção. As brincadeiras inventadas por dois meninos que sonham com a Metropoli. CASA DE ÁQUINAS, de Daniel Herthel e Maria Leite, 5', MG, animação.Uma chave inicia o funcionamento de uma complexa estrutura mecânica onde, planejadas reações em cadeia e acaso se misturam. O VAMPIRO DO MEIO-DIA, de Anita Rocha da Silveira, 19', RJ, ficção. No verão mais quente de sua vida, adolescente descobre o prazer em meio a ônibus, balões, Darth Vader e leis de Newton. CLINCH, de Estevan Santos, 12', SP, ficção.Um dia de trabalho de um vingador de aluguel e o passado que determinou seu presente. RETRATOS DA VÓ ANA, de Patrícia Francisco, 5', SP, experimental. Jovem às voltas com imagens e lembranças da avó.LANDAU 66, de Fernando Sanches, 11', SP, ficção.Retrato irônico da superficialidade e vulnerabilidade da vida do jovem de classe média no Brasil. UM DIA BOM PARA NADAR, de Jose Eduardo Limongi, 3', RJ, ficção. Enquanto ela trabalha, ele faz o que pode para se distrair em casa.TARABATARA, de Júlia Zakia, 23', SP, documentário.Sobre o cotidiano de uma família cigana no sertão de Alagoas.

Dia 07

Programa 5 - 92' Classificação 12 anos – Entrada Franca.

POLIEDRO, de Felipe Moraes, 20', SC, ficção. André acaba de sair de uma festa de família para se encontrar com seus amigos. Aqui inicia seu trajeto pela noite, tendo como pano de fundo a cidade e suas luzes, na tentativa de afastar a solidão que o persegue. A ESPERA, de Fernanda Teixeira, 15', RJ, ficção. Cotidiano de um homem que espera pelo momento de sua morte, acompanhado apenas por seu cão.

CAFÉ COM LEITE, de Daniel Ribeiro, 18', SP, ficção. Quando os planos para o futuro mudam, novos laços entre Danilo, Lucas e Marcos são criados. Entre video-games e copos de leite, dor e decepção, eles precisam aprender a viver juntos.

PASSO, de Alê Abreu, 4', SP, animação.Um pássaro e sua gaiola. A GARRAFA DO DIABO, de Fernando Coimbra, 15', SP, ficção. Alfredinho tem treze anos e uma infeliz missão: entrar na casa do velho doido Manuelzinho e roubar a garrafa que, dizem, tem dentro um diabo preso. O GUARANI, de Cláudio Marques e Marília Hughes, 20', BA, documentário. Documentário sobre o Cine Guarani, espaço de encontro e formação de cinéfilos e cineastas de várias gerações.

Dia 08

Programa 6 - 99' Classificação 12 anos – Entrada Franca.

HIATO, de Vladimir Seixas, 20', RJ, documentário. Ocupação de um shopping da zona sul carioca, em agosto de 2000, por um grupo de manifestantes. SALTOS, de Gregório Graziosi, 8', SP, experimental.Atleta de santos ornamentais, às voltas com a perda da audição. OS SAPATOS DE ARISTEU, de Renè Guerra, 17', SP, ficção.

O corpo de uma travesti morta é preparado por outras travestis para o enterro. A família, após receber o corpo decide enterrá-la como homem. Uma procissão de travestis se encaminha ao velório para reclamar a identidade construída da falecida. VOLTAGE, de William Paiva e Filippe Lyra, 4', PE, animação. Robôs meio-humanos e meio-sintetizadores, movidos por doses cavalares de energia se conectam num transe elétrico e caótico. MUITO ALÉM DO CHUVEIRO, de Poliana Paiva, 17', RJ, documentário. A febre do karaokê: pessoas se divertem na noite carioca. BIBLIOFAGIA, de Renato Cunha, 14', DF, ficção. Clarice Lispector, Franz Kafka, George Orwell, Manuel Bandeira e... Genésio, um bibliotecário que desde a infância devora livros. QUE CAVAÇÃO É ESSA?, de Estevão Garcia e Luís Rocha Melo, 19', RJ, ficção. Hoje: programa duplo: “um churrasco na estância do coronel Alexandrão, (film do natural, anos 1910); “restaurare” (complemento nacional n 9545, 1974). A sessão começa quando você chega. Sempre um bom programa!

O Poder da voz e da fala no telemarketing


O Poder da voz e da fala no telemarketing
Treinamento vocal para teleoperadores
de Eudosia Acuña Quinteiro


Edição 5 / 2009
104 pág.

Atualmente, é fundamental que os operadores de telemarketing sejam capacitados, especialmente no que diz respeito ao treinamento fonoaudiológico. Este livro mostra que, se bem orientados, os teleoperadores serão mais produtivos e não terão problemas de saúde associados ao uso excessivo/incorreto da voz, além de sofrerem menos com o estresse diário. Obra dedicada a fonoaudiólogos, profissionais de RH, ergonomistas e médicos do trabalho.

Clique aqui para ler o
sumário e as primeiras páginas
deste livro

UM LANÇAMENTO

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Vitrola psicanalítica. Canções que tocam na análise.

Vitrola Psicanalítica
de Leonardo Luiz.




Leonardo Luiz nos convida a explorar o tema e nos mostra que, quando analista e analisando compartilham da dimensão do prazer musical, o campo das significação se torna musical e se transforma naquilo que Leonardo denomina de “vitrola analítica”, re-escutando melodia e canções, evocando e realocando antigos sentidos guardados alhures. Em especial, Leonardo enfatiza o fenômeno da canção. Todos já nascemos musicados, marcados por uma genética musical da espécie, mas é preciso ocorrer o encontro dos primeiros sons com as primeiras visões, cheiros, sabores e sensações de dor e prazer para que se crie um campo sonoro pessoal, experiencial e anterior ao discurso. Um mundo arcaico, atravessado pelos sons e, especialmente, pelas melodias que nos marcam. Neles se condensam os sentidos e se produz uma expriência sonora íntima que, mais tarde, ao se amalgamar à palavra compreendida, conferirá à palavra cantada, à canção, o poder de transitar através das camadas de memória e de evocar e desvelar vivências que o discurso não alcança.

Além de trazer reflexões sobre a natureza de nossas relações com as várias facetas do fenômeno musical (timbres, ritmos e melodias) e de discutir os processos associativos e o papel do “terceiro analítico” - que dá sentido à experiência psicanalítica -, Leonardo nos apresenta vinhetas clínicas. Com elas busca ilustrar como, pela música e especialmente pelas recordações evocadas por canções que marcam nossa história, é possível infiltrar-se pelos meandros das sensações indizíveis, dos nascedouros onde as memórias arcaicas se manifestam, desvelando desejos e propiciando insights, ressignificando idéias ou simplesmente expondo afetos, aproximando o sujeito de sua própria verdade.

UM LANÇAMENTO






Escritor americano John Updike morre aos 76 anos

O escritor americano John Updike morreu nesta terça-feira, aos 76 anos, vítima de câncer no pulmão, informou Nicholas Latimer, diretor de publicidade da editora Alfred A. Knopf.

Em meio século de carreira, Updike acumulou diversos prêmios literários, incluindo dois Pulitzer.

Em sua vasta produção, Updike foi um cronista da vida nos Estados Unidos do pós-guerra, abordando temas como sexo e divórcio.

Sua obra mais famosa é a série que acompanha a trajetória do personagem Harry "Coelho" Angstrom, formada por cinco títulos: Coelho Corre (1960), Coelho em Crise (1971), Coelho Cresce (1981), Coelho Cai (1990) e Coelho Se Cala (2001).

Nascido no Estado da Pensilvânia em 1932, Updike freqüentou a Universidade de Harvard e depois seguiu seus estudos em Oxford, na Grã-Bretanha.

O escritor colaborou com a revista New Yorker, em que publicou diversos ensaios, contos e poemas.

Seu romance As Bruxas de Eastwick (1984) foi adaptado para o cinema, em um filme estrelado por Jack Nicholson.

"Ele foi um dos nossos maiores escritores, e sentiremos muito a sua falta", disse Latimer.

saiba mais

Filosofia! Aprovada a implantação na Matriz Curricular: SME de São José/SC


No último dia 09 de dezembro reuniu-se o Conselho Municipal de Educação de São José/SC na Sessão Plenária Ordinária nº 81 para a apreciação e aprovação do Parecer nº 0039/2008 – “Autorização para Implantação da Disciplina de Filosofia na Rede Municipal de Ensino de São José, a iniciar no ano letivo de 2009”.

A Filosofia sendo disciplina como um Projeto, já acontecia na Rede Municipal há pelo menos 10 anos. Agora com a decisão do COMESJ passa a ser disciplina da Matriz Curricular com carga horária, avaliação, programa de conteúdos ..., em todas as séries do Ensino Fundamental. Com a aprovação histórica do Conselho, a Rede Municipal de Educação sai na frente e, torna-se um dos primeiros Municípios do país a oficializar a disciplina de Filosofia em todo Ensino Fundamental.

A decisão história da SME em apresentar o parecer e, do Conselho Municipal de Educação em aprovar, vem coroar um trabalho sério de muitos professores de filosofia da Rede, do Departamento de Filosofia da SME e, do Centro de Filosofia Educação para o Pensar que, sempre esteve junto nas lutas para essa vitória.

A partir da aprovação pelo COMESJ, outros Municípios irão entrar nessa discussão e, com certeza, seguirão os caminhos do Município de São José em Santa Catarina.

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Minutos de estupidez

Minutos de estupidez
de Henrique Szklo



"Neste seu segundo livro, MINUTOS DE ESTUPIDEZ, o espírito de porco agridoce Doutor Carneiro explora todas as possibilidades da infelicidade em 280 frases para acabar com o dia de qualquer um. Um livro para quem não agüenta mais ser feliz e quer enxergar a vida com outros olhos. Olhos de peixe morto, no caso.

MINUTOS DE ESTUPIDEZ é um excelente companheiro para se consultar em todos os momentos de seu dia: no trabalho, na escola, no bar, no supermercado, na cela de uma delegacia, no prostíbulo ou simplesmente deixá-lo mofando na cabeceira, junto com todos aqueles outros livros que você precisa ler (sic).

Primeiro trabalho da parceria entre a Via Lettera Editora e a Ópera Bufa, este livro pode não proporcionar horas e horas de prazer e diversão. Mas certamente alguns minutos estão garantidos."
Quer uma amostra grátis do livro? Visite a página: http://operabufa.uol.com.br/imagens/minutos_amostra.pdf

UM LANÇAMENTO





Editora Sextante lança Jesus para presidente, de Roland Merullo, uma ficção que questiona o que Jesus faria pelo mundo caso se tornasse presidente


Jesus para presidente

de Roland Merullo


Páginas: 288

Em tempos de eleições presidenciais nos Estados Unidos e de uma grande mudança de paradigmas, quando pela primeira vez um negro irá comandar uma das maiores potências do mundo, a Editora Sextante lança Jesus para presidente, de Roland Merullo. Uma história cativante sobre o que Jesus poderia fazer para melhorar nossas vidas se voltasse à Terra e quais seriam suas atitudes para mudar o rumo do nosso planeta.

Na trama, o cético jornalista Russel Thomas embarca numa aventura que vai transformar a sua vida, a de seus amigos e de muitas outras pessoas. Ele é repórter de um jornal televisivo e todas as noites relata as mesmas notícias: acidentes, assaltos e tiroteios. Embora se sinta razoavelmente satisfeito com seu emprego, sonha tornar-se âncora de um noticiário de rede nacional. Mas dois milagres mudam profundamente sua trajetória.

O primeiro acontece numa área muito pobre da cidade: um menino de três anos cai da escada de incêndio do prédio onde mora, de uma altura de três andares, e morre, ressuscitando logo em seguida. O segundo ocorre num lugar completamente diferente, no rico bairro de Wells River: uma menina negra de nove anos, já desenganada pelos médicos, fica misteriosamente curada de uma grave doença nos pulmões.

No centro dos dois acontecimentos está o mesmo homem alto, de cabelos pretos compridos, uma flor tatuada no antebraço e que nunca tinha sido visto por ninguém. Enviado para apurar os fatos e produzir as matérias sobre os dois casos, Russel vai descobrir que o “Bom Visitante” é o próprio Jesus Cristo que está de volta à Terra e tem uma missão muito especial para ele e seus amigos: organizar sua campanha para a presidência dos Estados Unidos.

Nesta empreitada desafiadora, eles vão aprender a conviver com os mais diferentes tipos de pessoas e compreender que o mundo pode ser um lugar muito melhor se governado por nobres sentimentos como amor, igualdade e gentileza. A cada discurso, Jesus consegue atrair mais eleitores para o seu lado, ao mesmo tempo em que desperta os piores sentimentos em seus opositores.

Por meio dessa história divertida e comovente, Roland Merullo pinta um retrato de nossa sociedade e nos mostra que quase nada mudou nos últimos dois mil anos, que ainda cometemos os mesmos erros e vivemos a mesma intolerância cultural, étnica e religiosa. Depois de ler este livro, não perguntaríamos mais o que Jesus faria para melhorar o mundo, e sim “O que nós podemos fazer por nós mesmos?”.

O autor:
Roland Merullo nasceu em Boston, Massachusetts, em 1953, e cresceu em Revere, uma comunidade formada por operários italianos próxima de Boston. É autor de 10 livros e vive com a esposa e suas duas filhas nos Estados Unidos.

Roland se formou na Phillips Exeter Academy, em 1971, e na Brown University, em 1975, onde também concluiu um mestrado em Russo e Literatura. Trabalhou em estacionamentos, para a Agência de Informações dos Estados Unidos da antiga União Soviética, serviu no Peace Corps, na Micronésia, trabalhou como carpinteiro e deu aula nas Faculdades de Bennington e Amherst.



UM LANÇAMENTO DA


LIVROS EM SALDO E MANUSEADOS

De 2 a 14 de Fevereiro venha visitar a livraria das Edições Cotovia e aproveite os nossos saldos excepcionais!

Todos os títulos do catálogo com descontos de 20% a 40%

Livros manuseados a 1€, 2€, 3€, 4€, 5€.


Esperamos por si na rua Nova da Trindade 24.


De segunda a sexta das 9h às 20h.

Sábados das 10h às 18h.


http://www.livroscotovia.pt/images/Mapa_G.jpg
(CLIQUE NO MAPA PARA AUMENTAR)

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Front 19 - Sonho de Frontbraza

Front 19 - Sonho
de Frontbraza


Formato: 16x23 cm
Páginas: 112

A cada edição um novo tema é abordado por autores de correntes e até gerações distintas. Desta vez, nossos colaboradores visitaram o mundo do sonhos e tentaram desvendar este vasto território no qual passamos cerca de um terço de nossas vidas – isso sem contar as incontáveis horas que gastamos sonhando acordado. Viaje conosco por um mundo onírico e doce, mas muitas vezes amargamente real, repleto de seres fantásticos, pesadelos aterrorizantes e visões grandiosas que refletem nossos mais profundos medos e ambições.

Os autores participam de um e-grupo por meio do qual mantêm constate contato, trocam idéias, roteiros, desenhos e montam parcerias. Artistas de todo o Brasil, do Ceará ao Rio Grande do Sul, de Cuiabá ao Rio de Janeiro, além de gente de outros países, já participaram da antologia.

Colaboradores desta edição: Aloísio Castro; André Freitas; André Leal; Bira Dantas; Daniel Esteves; Deisi Bussmann; Fernando Real; Gilmar Fraga; Hugo Araújo; iuricasaes; João Pinheiro; Júlio Brilha; Leandro Dóro; Leandro Moraes; Leandro Santana; Lícida Vidal; Marcelo Garcia; Mário Cau; Mário César; Orlandeli; Paulo Barbosa; Reginaldo Minas; Sidnei Akiyoshi; Tiago Moraes; Túlio Carapiá; Will; Xalberto.
Veja também:
-Front 7 - Muy Viejo to Comix -Front 8 - Solo la Verdad es Sexy -Front 9 - A Maré -Front 10 - Yo no creo en los otros, pero que los hay, los eye -Front 11 - Violência -Front 12 - Trabalho -Front 13 - Feminino -Front 14 - História de Infância -Front 15 - ...Tudo Em Volta Sente Medo -Front 16 - Morte -Front 17 - Invisibilidade -Front 18 - Ódio -FRONT Especial 1 Centenário da Imigração Japonesa

UM LANÇAMENTO





QUARTAS MAL DITAS: PREDILECÇÕES

28_JANEIRO_22H_Clube Literário do Porto

A próxima sessão das Quartas Mal Ditas, organizadas por Anthero Monteiro, terá lugar no dia 28 de Janeiro, pelas 22:00h, no Piano Bar do CLP.


O tema da sessão será "PREDILECÇÕES" e contará com a presença da poetisa Minês Castanheira e do pianista José Veloso Rito.

Vamos colocar aqui alguns dos nossos poemas preferidos, sem atender a fronteiras no tempo ou no espaço, a escolas ou ideologias: para nós, poesia é poesia.


Leituras por: António Pinheiro / Diana Devezas /Isabel Marcolino/ Luís Carvalho / Mário Vale Lima / Marta Tormenta / Rafael Tormenta

"(...) Acontece-nos sermos poucos e sermos contadores de histórias. E então sermos muitos nesses poucos, desta ribeira que já foi nossa, a ribeira das varandas e das crianças de cabelo espumado, que correm por nós adentro sem perguntar se podem entrar."

Minês Castanheira, Inter-cidades, Letras & Coisas, 2008

Clube Literário do Porto
Rua Nova da Alfândega, n.º 22
4050-430 Porto
T. 222 089 228
Fax. 222 089 230
Email: clubeliterario@fla.pt
URL: www.clubeliterariodoporto.co.pt
BLOGUE: http//www.clubeliterariodoporto.blogspot.com

A Companhia das Letras terá selo exclusivo de quadrinhos em 2009

A Companhia das Letras anuncia o lançamento de seu mais novo selo, Quadrinhos na Companhia. A editora, que já publica grandes nomes dos quadrinhos - como Will Eisner, Art Spiegelman e Marjane Satrapi -, passa agora a contar, a partir de maio de 2009, com uma linha dedicada inteiramente ao gênero. Com cerca de vinte títulos programados para 2009/2010, o selo publicará tanto autores clássicos quanto contemporâneos, nacionais e estrangeiros, adultos e juvenis.

John Updike

O AUTOR
John Updike um homem que escreveu Brazil!

Filho de um professor de matemática e neto de um pastor presbiteriano, ainda criança desenvolveu a psoríase, uma doença que provoca a descamação da pele. Em seu livro de memórias "Consciência à flor da pele", o autor justificou a escolha de sua profissão devido à doença. Updike estudou em Oxford, na Inglaterra, antes de se formar em Harward. Seus trabalhos começaram a ser publicados em 1954 na revista "The New Yorker".

Sua obra mais conhecida é a tetralogia Coelho ("Rabbit"), formada pelos romances "Coelho Corre", "Coelho em Crise", "Coelho Cresce" e "Coelho Cai". Escreveu também uma trilogia, o caso de Beck, que conta a história fictícia de um escritor de Nova York prestigiado pelo público e repudiado pelos críticos.

Updike procurou refletir em suas obras os pontos obscuros do comportamento humano e da sociedade moderna. Em 1984 escreveu "As Bruxas de Eastwick", que fez um grande sucesso no cinema três anos depois.

No romance "Brazil", lançado em 1994, o autor recriou o clássico "Tristão e Isolda", adaptando-o ao cenário brasileiro; e em "Gertrudes e Cláudio"(2000), baseou-se na tragédia "Hamlet".

Outras obras de Updike que merecem ser citadas são: "Pai-nosso computador"; "Sobre a fazenda"; "Bech no beco: quase um romance"; "O coelho se cala e outras histórias"; "Casais trocados" e "O golpe".

SUAS OBRAS

Rabbit

* (1960) Rabbit, Run
* (1971) Rabbit Redux
* (1981) Rabbit Is Rich
* (1990) Rabbit At Rest
* (2001) Rabbit Remembered

Bech

* (1970) Bech, a Book
* (1982) Bech Is Back
* (1998) Bech at Bay

Buchanan

* (1974) Buchanan Dying (a play)
* (1992) Memories of the Ford Administration (a novel)

Eastwick

* (1984) The Witches of Eastwick
* (2008) The Widows of Eastwick

Romances e novelas

* (1959) The Poorhouse Fair
* (1963) The Centaur
* (1965) Of the Farm
* (1968) Couples
* (1975) A Month of Sundays
* (1977) Marry Me
* (1978) The Coup
* (1986) Roger's Version
* (1988) S.
* (1994) Brazil
* (1996) In the Beauty of the Lilies
* (1997) Toward the End of Time
* (2000) Gertrude and Claudius
* (2002) Seek My Face
* (2004) Villages
* (2006) Terrorist



Contos

* (1959) The Same Door
* (1961) A & P
* (1962) Pigeon Feathers
* (1964) Olinger Stories (a selection)
* (1966) The Music School
* (1972) Museums And Women
* (1979) Problems
* (1979) Too Far To Go (related short stories about a single family)
* (1987) Trust Me
* (1994) The Afterlife
* (2000) The Best American Short Stories of the Century (editor)
* (2001) Licks of Love
* (2003) The Early Stories: 1953-1975
* (2009) My Father's Tears and Other Stories

Poesia

* (1957) Ex-Basketball Player
* (1958) The Carpentered Hen
* (1963) Telephone Poles
* (1969) Midpoint
* (1969) Dance of the Solids
* (1977) Tossing and Turning
* (1985) Facing Nature
* (1993) Collected Poems 1953-1993
* (2001) Americana: and Other Poems

Não Ficção, ensaios e crítica

* (1965) Assorted Prose
* (1975) Picked-Up Pieces
* (1983) Hugging The Shore
* (1989) Self-Consciousness: Memoirs
* (1989) Just Looking
* (1991) Odd Jobs
* (1996) Golf Dreams: Writings on Golf
* (1999) More Matter
* (2005) Still Looking: Essays on American Art
* (2007) Due Considerations: Essays and Criticism








O LIVRO
CIDADEZINHAS

Páginas - 368

Em Cidadezinhas, John Updike retoma alguns de seus temas prediletos: a vida nos subúrbios de classe média branca do nordeste americano; a história recente dos Estados Unidos, passando do otimismo ilimitado do pós-guerra para o questionamento generalizado dos valores tradicionais do país e das instituições nacionais; e, acima de tudo, a educação sentimental de um homem que é típico representante da geração, da etnia e da classe às quais o próprio autor pertence.

As marcas registradas de Updike estão em evidência neste romance: os personagens ao mesmo tempo inteiramente verossímeis como pessoas e representantes paradigmáticos de tipos humanos; o entrelaçamento de uma trajetória individual com a história de seu país; a combinação de observação fina, humor sutil e erotismo intenso e, principalmente, a prosa refinada e impecável de um dos principais ficcionistas vivos da literatura de língua inglesa. Como observou Fay Weldon no Washington Post, "nenhum outro romancista cria universos alternativos com uma graça tão delicada, recriando os cheiros e texturas de outros lugares, outras pessoas, outras épocas, traçando a lembrança do desejo sexual com um prazer tão melancólico, conferindo importância ao que é cotidiano e comum".


UM LANÇAMENTO
Justificar





domingo, 25 de janeiro de 2009

NO PRELO


As fantasias de Pronek, de Aleksander Hemon

O frenesi polissilábico, de Nick Hornby

Magya, de Angie Sagie