sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

SUCESSO EM 2013 !



Agradecemos aos nossos leitores, amigos e parceiros os votos de boas festas e comunicamos que este site voltará às suas atividades normais na quarta-feira , dia 2 de janeiro de 2013.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

PROGRAMAÇÃO CINEMATECA | 21 a 27 DE DEZEMBRO DE 2012






De 21 a 23 e dias 26 e 27 - 16h, 18h e 20h:
Exibição do filme CURITIBA ZERO GRAU (BR/PR, 2010 – 105’ – ficção – 35mm). Direção: Eloi Pires Ferreira.
Na semana mais fria de um inverno curitibano, as trajetórias de quatro homens – um vendedor de automóveis, um motoboy, um catador de papel e um motorista de ônibus – sintetizam a luta pela sobrevivência na cidade. Seus caminhos quase não se cruzam, mas seus destinos se entrelaçam. Elenco: Edson Rocha, Diego Kozievitch, Lori Santos.
Classificação 12 anos
Ingresso pago: R$5,00(inteira) – R$2,50(meia) e R$1,00(domingos)


Atenção: nos dias 24 e 25 de dezembro não haverá sessão na Cinemateca



Cinemateca
Rua Carlos Cavalcanti, 1174, São Francisco
Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 22h30. Sábados e domingos, das 14h30 às 22h30.
Informações: (41) 3321-3252

PROGRAMAÇÃO CINE GUARANI | 21 a 27 DE DEZEMBRO 2012






De 21 a 23 e dias 26 e 27 de dezembro – 16h (de terça a domingo):

CURTA CRIANÇA
Resultado do Edital Curta Criança, promovido pelo Ministério da Cultura, os filmes deste programa confirmam a qualidade e a diversidade do cinema destinado às crianças e nos convidam a entrar em um universo cheio de fantasia e suspense. O avô do jacaré é uma divertida aula sobre dinossauros no Brasil. Em Contatos siderais antes do colegial, crianças encontram seres interplanetários num parque da cidade. Em O imaginante quarto da vovó, uma senhora conta ao neto histórias de seres fantásticos. O amor entre avô e neto também está em Reisado miudim, junto com o amor dos dois pela dança e pela música de sua terra. A garrafa do diabo mostra outro velho contador de casos – de assombração – entre arrepios, risadas... e romance! O Farol de Santo Agostinho é um drama de suspense com viagem no tempo. O filme As fadas da areia conclui o programa, com uma história cheia de ternura, alegria e amor à liberdade. Crianças e adultos vão adorar!

Exibição dos filmes:

A GARRAFA DO DIABO (BR/SP, 2009 -  15’ – ficção - digital).
Direção: Fernando Coimbra.
AS FADAS DA AREIA (BR/DF, 2008 – 15’ – ficção – digital)
Direção: João Batista Melo
CONTATOS SIDERAIS ANTES DO COLEGIAL (BR/SP, 2009 – 14’ – ficção – digital)
Direção: Ale Machado
O AVÔ DO JACARÉ (BR/SP, 2009 – 14’ – ficção – digital)
Direção: Christian Saghaard e Flavia Thompson
O FAROL DE SANTO AGOSTINHO (BR/RJ, 2006 – 15’ – ficção – digital)
Direção: Marco Schiavon
O IMAGINANTE QUARTO DA VOVÓ (BR/SP, 2009 – 16’ – ficção – digital)
Direção: Marcela Arantes
REISADO MIUDIM (BR/CE, 2008 – 13’ – ficção – digital)
Direção: Petrus Cariri
Classificação livre
Ingresso gratuito



De 21 a 23 e dias 26 e 27 de dezembro –18h e 20h (de terça a domingo):

A ÚLTIMA ESTRADA DA PRAIA (BR, 2010 – 93’ – drama/aventura – digital).
Direção: Fabiano de Souza
Leo, Norberto e Paula são muito mais que amigos. No início de uma viagem para o litoral, conhecem um estranho que não fala. Os quatro partem num périplo em que o sabor do percurso é vivenciado sem pressa. Enquanto o amigo silencioso se defronta com seus temores, Leo, Norberto e Paula mergulham nas fronteiras de um relacionamento triangular. Nas areias intermináveis das praias gaúchas, eles descobrem que é impossível ser alegre o tempo inteiro. Elenco: Rafael Sieg, Marcos Contreras, Miriã Possani.
Classificação 16 anos
Ingresso pago: R$5,00 (inteira) – R$2,50(meia) – R$1,00 (aos domingos)

ATENÇÃO: nos dias 24 e 25 de dezembro não haverá sessão no Cine Guarani


Portão Cultural
Cine Guarani
Av. República Argentina, 3430 - Portão
Funcionamento: de terça a domingo, sessões às 15h30, 18h e 20h
O acesso ao Cine Guarani a partir das 19h é pela portaria do estacionamento
Fone: 3345-4051

Seminário:​"Networkin​g e Redes Sociais" - 4 de Janeiro, Sexta-feir​a, 18:30-22:3​0 horas, Vila Nova de Gaia

Seminário NETWORKING E REDES SOCIAIS, que terá lugar no Hotel Holiday InnPorto Gaia, em Vila Novade Gaia, no próximo dia 4 de Janeiro, entre as 18:30 e as 22:30, a cargo do Prof. Doutor Jorge Remondes.
O preço do Seminário é de 80 euros (+ 23% de IVA) e inclui o CD com os Textos de Apoio, Certificado de Frequência e Estacionamento gratuito no Hotel. Para mais informações (Conteúdo Programático, Síntese Curricular do Palestrante e Inscrição) ver http://www.cenertec.pt/seminarios.php?s=networking_redes_sociais

Jota Quest lança EP exclusivo no iTunes







Grupo aposta no mercado digital e presenteia os fãs




Aproveitando o clima das festas de fim de ano e surfando de vez nas novas plataformas de venda de música, o Jota Quest lança hoje, em parceria com o iTunes Brasil, um EP digital exclusivo, incluindo um single e dois vídeos.





Trata-se da regravação do clássico oitentista "Tempos Modernos", de Lulu Santos, lançada originalmente há 30 anos, que ganha agora nova batida e sonoridade pelas mãos dos mineiros.




Produzida para ser o tema de abertura da nova temporada da série "Malhação", da Rede Globo, a faixa encabeça o EP que traz ainda, como bônus, o vídeo-clipe do atual single "Tudo Esta Parado", dirigido por Rafael Kent, e o clipe da versão em espanhol do hit "Na Moral", lançado em 2011 no mercado latino, com a participação especial dos argentinos do grupo IKV - Illya Kuryaki & The Valderramas.




Esta não é a primeira vez que o Jota Quest faz releitura da obra de Lulu Santos. Em 1998, a escolhida foi a canção "Tão Bem", incluída no CD "De Volta ao Planeta...", segundo álbum da banda, que alcançou a marca de 1 milhão de cópias vendidas.





Mais informações: www.jotaquest.com.br

Chris Slade, ex-baterista do AC/DC toca em São Paulo




Chris Slade, ex-baterista do AC/DC, já começou a série de quatro apresentações pelo Brasil. Neste final de semana, o músico toca em São Paulo (Blackmore – 21/12) e Campinas (22/12 – Sebastian Bar).




Durante a nova passagem pelo Brasil, Chris Slade preparou um repertório especial, que já fez os fãs de Belo Horizonte (14/12 – Novo Chalezinho) e Sete Lagoas (15/12 – Ferro Velho) delirar. Diversos clássicos como “Dirty Deeds”, “Back in Black”, “TNT”, “Hell’s Bells”, “Thunderstruck”, “Whole Lotta Rosie”, “Highway to Hell”, “Let there be Rock” e outras composições fazem parte do set. Os bilhetes para as exibições continuam à venda. Na capital paulistana, os ingressos de camarote serão limitados em no máximo 50 pessoas e quem garantir presença neste setor ganhará um pôster autografado e uma credencial personalizada. Mais informações no serviço abaixo.



Serviço São Paulo

Data: 21/12

Local: Blackmore Rock Bar

End: Alameda dos Maracatins, 1317 – Indianópolis - (11) 5041-9340

Abertura da casa: 22h

Preço: R$ 60,00 (pista - 1º lote) e R$ 80,00 (porta) | R$ 130,00 (camarote)

Venda Online: https://ticketbrasil.com.br/show/chrisslade-sp/

Pontos de venda:

Blackmore Rock Bar: Al. dos Maracatins, 1317 – Indianópolis - (11) 5041-9340

Hole - Galeria do Rock

Metal Music - Rua Dona Elisa Fláquer, 184 - Centro - Santo André - SP

Sick'n'Silly - Alameda Jaú, 1529 - Jardim Paulista - São Paulo - SP

Chilli Beans - Vila Leopoldina - Rua Carlos Weber, 654 - Vila Leopoldina - São Paulo - SP

Age Of Dreams - Av. Marechal Deodoro, 1754 - 2º Andar loja 33/36 - Centro - SBC - SP

Lakau Surf - Shop Guarulhos - Rua 13 de maio, 102 – Vila Galvão – Guarulhos - SP

Microcamp - Rua Bernardino Fanganiello , 253 - Casa Verde - São Paulo - SP

Cartaz: http://bit.ly/TY99Hs



Serviço Campinas

Chris Slade + Rising Power

Data: 22/12/12

Local: Sebastian Bar – R. Maria Umbelina Couto, 79 – Guanabara – Campinas/SP

Hora: 23h30

Ingressos Antecipados: 1º lote R$ 45 (100 ingressos) | 2º lote R$ 60 (150 ingressos)

Pontos de venda: Sebastian Bar, Ticket Brasil, Timbres

Informações adicionais: (19) 3212-1508

Convênio com estacionamento ao lado

Aceita cartões Mastercard e Visa

Nuno Camarneiro é o ganhador do Prêmio LeYa 2012



Foi anunciado a pouco o vencedor do Prêmio LeYa 2012. A obra escolhida foi Debaixo de Algum Céu, de Nuno Camarneiro  – que esteve recentemente no Brasil para promover o lançamento , pela LeYa, de seu primeiro romance, “No Meu Peito não Cabem Pássaros”, integrante da Coleção Novíssimos.

O Júri – formado por Manuel Alegre, José Carlos Seabra Pereira, José Castello, Lourenço do Rosário, Nuno Júdice, Pepetela e Rita Chaves  - apreciou no romance Debaixo de Algum Céu a qualidade literária com que, delimitando intensivamente a figura fulcral do "romance de espaço" e do "romance urbano", faz de um prédio de apartamentos à beira-mar o tecido conjuntivo da vida cotidiana de várias personagens - saídas da gente comum da atualidade portuguesa, mas também por isso carregadas de potencial significativo.



Retrato de uma microsociedade unida pelo espaço em que vivem os personagens, o romance organiza-se a partir de um conjunto de vozes que dão conta de vidas e destinos que o acaso cruzou num período de tempo delimitado entre um Natal e um Fim do Ano. Ouvimos vozes, poemas, ladainhas, canções, que transportam memórias e sentimentos e pontuam os encontros, desencontros e tragédias que os moradores só percebem quando saem à luz do dia. A escrita é precisa e flui sem ceder à facilidade, mas refletindo a consciência de um jogo entre o desejo de chegar ao seu destinatário, o leitor, e um recurso mínimo a artifícios retóricos em que só uma sensibilidade poética eleva e salva a banalidade e os limites do cotidiano.





Nuno Camarneiro nasceu em 1977. Natural de Figueira da Foz, licenciou-se em Engenharia Física pela Universidade de Coimbra, onde se dedicou à pesquisa durante alguns anos. Foi membro do GEFAC (Grupo de Etnografia e Folclore da Academia de Coimbra) e do grupo musical Diabo a Sete, tendo ainda integrado a companhia teatral Bonifrates. Trabalhou no CERN (Organização Europeia para a Investigação Nuclear) em Genebra e concluiu o doutorado em Ciência Aplicada ao Patrimônio Cultural em Florença. Em 2010 voltou a Portugal, onde exerce atividade de pesquisador na Universidade de Aveiro e é professor de Licenciatura em Conservação e Restauro na Universidade Portucalense do Porto. Começou se dedicando à micronarrativa, tendo alguns de seus contos sido publicados em coletâneas e revistas. No Meu Peito não Cabem Pássaros é o seu romance de estreia no Brasil.

EASY ALL STARS, chega a Curitiba nesta quinta para lançar seu album “Thrillah” no Music Hall.

Nesta quinta 20/12 Curitiba recebe a banda Nova Iorquina Easy Star All Stars, o grupo formado em 1997
na cidade de Nova York ficou conhecido mundialmente por suas releituras psicodelicas em versões dub e reggae de discos clássicos de grandes artistas como The Beatles, Pink Floyd, Radiohead. Combinando versatilidade musical, destreza instrumental, belas harmonias vocais e uma secção rítmica soberba, o Easy Star All-Stars se estabeleceram como um dos top’s do reggae internacional.
Criada inicialmente para ser a banda de estúdio da gravadora Easy Star Records, foi em 2003 com o
projeto “Dub Side of The Moon” que o grupo passou a repercutir na mídia e comercialmente. O tributo ao clássico álbum do Pink Floyd, “Dark Side of The Moon” ficou por cinco anos no primeiro lugar da Billboard no chart de reggae. Após o sucesso de 2003, o grupo voltou em 2006 com o projeto “Radiodread”, tributo ao álbum “Ok Computer” do Radiohead, e em 2009 com “Easy Star’s Lonely Heart Dub Band” recompilação do álbum “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band” dos Beatles; que juntos acumularam mais de 30 meses no topo da Billboard no chart de reggae.
E é com esse histórico que o Easy Star All Stars ressurge em 2012 com um dos maiores desafios de sua carreira, dar uma nova cara a um dos discos mais vendidos da história da indústria fonográfica, “Thriller” do rei do pop Michael Jackson, o album “Thrillah” conta com otimas versões para grandes músicas que marcaram a vida de praticamente todos que viveram os anos 90. Thriller de Michael Jackson foi o primeiro álbum da banda abordado por um artista americano, um artista não-rock e um registro não-conceito. Ogrupo encontrou as suas habituais formas inovadoras de transformar o material, transformando "Wanna Be Startin 'Somethin'" em um hino Afro-Beat e abrandar "Beat It" em uma canção raízes poderosamente emocional. No registro, o grupo é acompanhado por artistas convidados como Steel Pulse, Luciano, Rose Michael (Black Uhuru), Benz Spragga, Haley Cas, Martin Christopher, Mojo Morgan (Morgan Heritage), The Green e outros.

Para maiores informações: http://www.easystar.com/artists/show/3

SERVIÇO:
Data: 20.12.2012
Local: Music Hall

 

Endereço: R. Engenheiro Rebouças, 1645 - Rebouças
Abertura da casa: 21h00
Horário do show: 00h30

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

CENÁRIOS DO RIO DE JANEIRO EXPOSTOS NA BIBLIOTECA NACIONAL GANHAM CATÁLOGO


Criada para as ações culturais da Rio +20, a exposição Rio Cidade-Paisagem retrata um Rio de Janeiro desconhecido de muito cariocas

A Fundação Biblioteca Nacional (FBN/MinC) realizaou o lançamento do catálogo Rio Cidade-Paisagem.  A exposição, que homenageia o Rio de Janeiro a partir do acervo da FBN, conta com cerca de 120 peças que mostram suas paisagens e as transformações ocorridas na cidade ao longo dos séculos. A cerimônia de lançamento acontece no Espaço Cultural Eliseu Visconti às 17h, com debate sobre a exposição com os curadores Sérgio Besserman Viana e Joaquim Marçal e a participação da superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) no Rio de Janeiro, Cristina Lodi.

Joaquim Marçal, historiador e pesquisador da Divisão de Iconografia da BN, e Besserman, economista e presidente do Grupo de Trabalho da Prefeitura para a Rio+20, debaterão sobre a exposição tendo como pano de fundo debates sobre sustentabilidade e preservação do meio ambiente que envolve a cidade no momento. Cristina Lodi participa do debate compartilhando seus conhecimentos em arquitetura e urbanismo.

O catálogo é o espelho da mostra e apresenta mais informações sobre as peças em exposição. O público poderá saber um pouco mais sobre os livros, fotografias antigas, revistas, manuscritos, partituras, mapas históricos, antigos planos urbanísticos, plantas de fortalezas, projetos viários nunca reali­zados e várias peças que compõe o acervo da Biblioteca. A exposição Rio Cidade-Paisagem, que teve também como curadora a historiadora Ana Luiza Nobre, encerra neste domingo, 16/12.


Lançamento do Catálogo Rio Cidade Paisagem

Local: Espaço Cultural Eliseu Visconti. (Rua México, s/nº - Centro – Rio de Janeiro – RJ), acesso pelos jardins da Biblioteca Nacional.


Exposição Rio cidade-paisagem
Até 16 de dezembro
Local e horários - Espaço Cultural Eliseu Visconti (Rua México, s/nº - Centro – Rio de Janeiro – RJ), acesso pelos jardins da Biblioteca Nacional.
Terças a sextas, das 10h às 18h
Sábados, domingos e feriados, das 12h às 17h
Entrada franca.

CAIXA CULTURAL APRESENTA UMA PRÉVIA DE SUA PROGRAMAÇÃO PARA 2013



No próximo ano, nomes como Otto, Oswaldo Montenegro e Salvador Dalí estão previstos para se apresentar no espaço cultural


A CAIXA Cultural Curitiba está em vias de fechamento de sua programação para 2013. Entre exposições, shows, mostras de cinema e espetáculos de teatro e dança, o espaço tem previsão de receber artistas como Otto, Elba Ramalho, Oswaldo Montenegro, Elomar, além de peças renomadas como “O Pai Eterno” e “A Carpa”, e grandes exposições, com destaque para “A Divina Comédia” que conta com desenhos originais de Salvador Dalí. O teatro da CAIXA Cultural em Curitiba fica em recesso de 12 de dezembro a 15 de janeiro, enquanto a galeria funciona normalmente.

A programação de 2013 traz exposições, espetáculos, projetos de literatura e mostras de cinema. Além disso, por meio do Projeto de arte-educação Gente Arteira, a CAIXA Cultural oferece oficinas e visitas guiadas à comunidade. A expectativa é de receber um público ainda maior do que nos anos anteriores, sempre com a garantia de eventos de qualidade a preços acessíveis a todos os públicos. A CAIXA Cultural Curitiba conta com uma galeria e um teatro e todos os espaços têm acesso para pessoas com necessidades especiais.

Gente Arteira:
O projeto “Gente Arteira” é uma proposta de atividades específicas de aprendizagem de arte-educação idealizada para os espaços da CAIXA Cultural. A realização das atividades procura promover as relações interpessoais, incentivar o raciocínio, a imaginação e a observação dos visitantes dos eventos de teatro, exposições, música e cinema. As atividades são executadas por profissionais capacitados e incluem oficinas dos diversos segmentos artísticos que dialogam com a programação do espaço: literatura, contação de histórias e leituras dramatizadas, artes plásticas, história em quadrinhos, dança, vídeo e outras atividades correlacionadas. A experiência do programa educativo possibilita às crianças, aos adolescentes, aos jovens e aos adultos a oportunidade de acesso aos conceitos, conteúdos e vivência no ensino das artes.

Editais de apoio à cultura:
Em 2013 a CAIXA irá investir mais de R$ 43 milhões em cultura, por meio de editais públicos. São quatro modalidades: Ocupação dos Espaços da CAIXA Cultural; Apoio ao Artesanato Brasileiro; Apoio a Festivais de Teatro e Dança; e Apoio ao Patrimônio Cultural Brasileiro. O resultado dos editais para 2013 está divulgado no sítio da CAIXA Cultural (www.caixa.gov.br/caixacultural).

Foram selecionados 291 projetos para Ocupação dos Espaços da CAIXA Cultural. O total patrocinado será de mais de R$ 37 milhões, e uma grande parte dos projetos selecionados ficará itinerante pelas unidades da CAIXA Cultural, como a exposição “A Divina Comédia de Dali”, que passará por 4 capitais, e traz xilogravuras do grande representante da arte surrealista, Salvador Dali, para o livro de Dante Alighieri.

O Programa de Apoio ao Artesanato Brasileiro teve 19 projetos selecionados e serão investidos R$ 563 mil. O edital incentiva o desenvolvimento de comunidades artesãs por intermédio de projetos como o “Tsinhanhigü, nossa arte”, que apoiará o trabalho dos índios Kuikuro, no Mato Grosso (MT).

Já o Programa de Apoio ao Patrimônio Cultural Brasileiro investirá R$ 2,3 milhões em 12 projetos selecionados, com execução em 2013 e 2014. Um exemplo é o Museu Bacia do Paraná, que terá apoio para modernização do acesso a pessoas com necessidades especiais para as exposições permanentes e outros espaços do museu.

O Programa de Apoio a Festivais de Teatro e Dança irá apoiar 28 festivais de teatro e 19 de dança, em todo território nacional. Serão investidos, no total, R$ 3,7 milhões em projetos como o 14º Festival Internacional de Bonecos, que acontece em Belo Horizonte (MG) e é um dos mais importantes do país.

NOVIDADES DA LAFONTE PARA 2013







sábado, 15 de dezembro de 2012

O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares Miss Peregrine’s Home For Peculiar Children de Ranson Riggs

O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares

Miss Peregrine’s Home For Peculiar Children

de Ranson Riggs

Fomato: 16 x 23 cm
Nº de páginas: 336


O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares - Miss Peregrine’s Home For Peculiar Children, livro escrito por Ransom Riggs, teve seus direitos adquiridos pela Fox, e o diretor será Tim Burton .A trama é sobre um adolescente de 16 anos que passou sua infância ouvindo histórias do avô sobre um orfanato para crianças especiais. Entre elas, estava uma menina que pode segurar fogo nas mãos, outra cujos pés jamais tocam o chão. Vocês acham pouco ?
Não julgue o livro pela sua capa nem pelas fotos que povoam suas páginas. O Lar da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares é realmente inquietante, e porque não dizer assustador. As  fotografias antigas e estranhas são muito mais do que parecem.


O LIVRO
O livro narra as aventuras de um jovem em busca da verdade em uma ilha sombria do País de Gales
“Eu tinha acabado de aceitar que minha vida seria apenas comum quando coisas extraordinárias começaram a acontecer comigo.”

A editora LeYa Brasil lançou neste novembro o livroque é o romance de estreia do americano Rason Riggs. Esta obra, que combina ficção e fotografia, vai transportar o leitor para uma ilha sinistra no País de Gales, assolada pela Segunda Guerra Mundial. E é lá que o jovem Jacob Portman vai descobrir que existem muito mais coisas neste mundo do que ele pode imaginar.

Abraham Portman era sua pessoa favorita em todo o mundo. O avô – que já havia lutado em guerras, cruzado oceanos, morado num circo e sobreviveria até mesmo na selva - vivia contando histórias fantásticas de seus tempos de orfanato, naquela ilha maravilhosa onde sempre era verão e ninguém jamais ficava doente ou morria. Jacob adorava ouvir as histórias sobre as crianças - chamadas de peculiares por seu avô - que podiam levitar, ou ficar invisíveis ou ainda eram mais fortes do que um exército. Mas o tempo passou, e Jacob parou de acreditar em contos de fada, até aquele dia.

Ao encontrar o avô morto, Jacob mergulha numa busca por explicações de seu passado naquela tal ilha, que hoje era apenas povoada por escombros de um orfanato, o Lar da Srta Peregrine para Crianças Peculiares.

Será mesmo que aquelas tais crianças especiais existiam? E quem eram os monstros dos quais o avô se escondia? Nazistas? O que aconteceu com esse lugar e para onde foram todas as pessoas das fotografias? Quem matou seu avô? Ele era uma desses peculiares? E por que Jacob não conseguia simplesmente esquecer essas histórias?

Tim Burton em 2013, nos dará na telona essa mescla histórias de terror e super-heróis numa atmosfera sombria e misteriosa em que a verdade está bem em frente aos seus olhos, mas somente os peculiares podem enxergá-la.

O Autor
Ransom Riggs
cresceu na Flórida, mas agora reside na terra das crianças peculiares, Los Angeles. Ao longo da vida, formou-se no Kenyon College e na Escola de Cinema e TV da Universidade do Sul da Califórnia, além de fazer alguns curtas-metragens premiados. Nas horas vagas é blogueiro e repórter especializado em viagens, e sua série de ensaios de viagem, Strange Geographies, pode ser lida em mentalfloss.com ou ransomriggs.com. Este é seu primeiro romance.








Miss Peregrine's Home for Peculiar Children



LANÇAMENTO DA







A LITERATURA INFANTIL MARRON DE TERRA DE LIA ZATZ











As populações negras brasileiras têm buscado formas de falar de si e do mundo e um dos pontos fundamentais diz respeito à maneira como as questões de raça são tratadas pela literatura e suas implicações para o desenvolvimento de políticas de promoção da igualdade racial. Esse processo de valorização temática e figurativa na construção de narrativas literárias produzidas por enunciadores criadores de uma poética ou uma literatura que pode ser chamada afro-brasileira. É bom que se lembre que em especial na literatura infanto-juvenil o negro foi ignorado por movimentos de feição nativista que fizeram do índio um símbolo da identidade do país, ainda que figurado como emblema de uma natureza exuberante e soberana, quase sempre vista à distância, como pano de fundo do ideal de nacionalidade. O trabalho de Lia Zatz é uma grande contribuição para a criação de um novo universo neste segmento da literatura infantil.

 
Luanda, filha de Iansã     
   de Lia Zatz
   com  Alexandre Teles
    21x22 cm
    24 páginas
    4x4
     
      Luanda era uma menina alegra até entrar para a escola. Aí, justamente quando ela pensava que teria mais e mais amigos, foi deixada de lado. Só a nova professora, a Lúcia que se vestia como as mulheres africanas, fez Luana voltar a sorrir.

Fez também a classe conhecer de fato a África: suas cidades,línguas, contos riquezas e pobrezas. Você gostaria de conhecer mais ainda a África?

   
Manu da Noite Enluarada   
   de Lia Zatz
   com  Alexandre Teles
    21x22 cm
    24 páginas
    4x4    
      Manu era um baita desenhista. No varal, onde a turma de Manu pendurava os desenhos, havia sempre um lugar especial, vago, esperando pelo desenho do artista.

Um dia, a professora pediu que desenhassem as famílias e Manu inventou que tinha o pulso doído e não podia trabalhar. Verdade é que não queria desenhar os cabelos dos irmãos, pai, mãe primos do jeito que eram.

Mas alguma coisa aconteceu entre este dia e a noite. E ele acabou fazendo um lindo desenho da família toda cada um com um penteado diferente e colocou no lugar de destaque. Você não está curioso para saber o que se passou?




Papí, o construtor de pipas    
   de Lia Zatz
   com  Alexandre Teles
    21x22 cm
    24 páginas
    4x4           
      Papí estava feliz, ia entrar para a escola e aprender a ler. Isto era tudo o que queria. A maior diversão de Papí sempre foi brincar com pipas. Seu grande desafio, agora, é conseguir ler as instruções para armar "certinho" as pipas maiores e coloridas como as das águias.

Vamos torcer pelo sucesso de Papí?

Tenka, preta pretinha    
   
   de Lia Zatz
   com  Alexandre Teles
    21x22 cm
    24 páginas
   4x4

      Você já brincou de beijo-abraço-aperto-de-mão? Pois é a brincadeira preferida dos amigos de Tenka. Ela sempre é escolhida para comandar a roda porque conhece os segredos de amor dos amigos.

Ela é assim mesmo, mas de uma hora para outra aconteceu uma coisa: Tenka começou a ficar muito, muito tristonha. Foi então que Tenka pensou: por que só ela não tinha namorado se era tão querida?


Uana e Marrom de Terra
   
  de Lia Zatz
   com  Alexandre Teles
    21x22 cm
    24 páginas
    4x4  
          Uana sentiu muito medo, sozinha naquele quartinho de hospital. Que medo! Só a visita dos pais acabou com a tristeza de Uana. Ganhou uma linda boneca. Primeiro foi só alegria, depois tristeza. E se os colegas chamassem a boneca de "boneca de pixe" e só a deixassem ser a empregada da casa?

Uana foi ficando brava e resolveu reagir. Aí aconteceu um fato mágico e a boneca também reagiu. O que será que aconteceu mesmo?



A AUTORA
Lia Zatz é formada em filosofia pela Universidade de Paris e pós-graduada em Ciência Política pela Universidade de São Paulo. Recebeu por duas vezes o Prêmio APCA de melhor autor de literatura infantil, o Prêmio Monteiro Lobato promovido pela Academia Brasileira de Literatura Infantil e Juvenil (1990), constou do White Ravens, Catálogo Oficial da Biblioteca Internacional de Munique, ganhou a Menção no prêmio Espace Enfants (Suíça).

Publicou pela Editora Biruta os livros Dona Magnólia Roxa e Ser ou Não ser: eis a questão, Tô com Fome e O Cachecol. Publicou em 2007 os 5 títulos da série Marrom de Terra: Uana e marrom de terra, Tenka, preta, pretinha; Luanda filha de Iansã; Manu da Noite Enluarada e Papí o construtor de Pipas.


O ILUSTRADOR
Alexandre Teles
 é desenhista e artista gráfico. Ilustrou para a Editora Biruta a Série Alimentação Saudável de Almir Correia, e Uma História e Mais outra e Mais outra de Jorge Miguel Marinho, e a coleção Marrom de Terra de Lia Zatz.

um lançamento

Veleiros ao mar Título Original: Sea fever de Sarah Mason

Veleiros ao mar
Título Original:     Sea fever
de Sarah Mason



Tradutor:     Ana Beatriz Manier
757 pags.



É Férias - Chick Lit para todos...e pode ler comendo pipocas.


O LIVRO
Após três livros publicados no Brasil, entre eles, o best-seller e premiado Um amor de detetive, Sarah Mason apresenta uma de suas obras mais elogiadas por leitores e pela crítica: Veleiros ao mar. A incrível história de duas equipes que se enfrentam, lutam contra os elementos da natureza e vivem o maior desafio de suas vidas.

Como um chick-lit de alto nível, o livro possui muito romance, rivalidade entre homens e mulheres, reviravoltas e traições. Nota-se, também, o seu diferencial e marca registrada de Sarah: a ironia inteligente. Será impossível conter as risadas frente às situações criadas pela protagonista.

O sonho de Erica Pencarrow, mais conhecida como Inky, é competir pela Grã-Bretanha na America’s Cup, o maior desafio de barcos à vela do mundo, que apenas os melhores e mais ricos velejadores têm chance de ganhar. Mas, antes de realizar seu maior desejo, ela terá que usar sua determinação e suas habilidades para enfrentar inimigos, como o principal patrocinador da competição, que acredita que velejar não é para mulheres. Para piorar, Inky se apaixona por um rival.

Veleiros ao Mar, novo livro de Sarah Mason, apresenta uma trama repleta de aventura, sedução e drama.

Além de Um amor de detetive, foram publicados pela Bertrand Brasil: Alta sociedade e A vida é uma festa.


A CRITICA
“Brilhante e divertido. Inky é uma protagonista fantástica e vem muito bem-acompanhada.” (Heat)

“Faz o leitor dar boas risadas, e os momentos de competição deixam qualquer um com os nervos à flor da pele.” (Cosmopolitan)






A AUTORASarah Mason já foi a rainha inglesa da pipoca (com a própria marca), negócio que faturava US$ 3 milhões por ano e lhe rendeu uma indicação entre os cinco maiores empresários do Reino Unido. Atualmente se dedica à literatura e vive em Cheltenham com seu marido e seu cão da raça West Highland Terrier. Venceu o Prêmio Parker de Melhor Livro Romântico de 2003 com o romance Um Amor de Detetive.


UM LANÇAMENTO






LEIA TAMBÉM

Alta sociedade
Sarah Mason
R$ 39,00