quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Os náufragos de Elin Hilderbrand Título Original: The Castaways

   

Os náufragos

de   Elin Hilderbrand

Título Original:     The Castaways
Tradutor:     Dênia Sad Silveira

Páginas:     448
Formato:     16 x 23 cm

  

Autora faz os jogos de romance parecerem tão familiares que a revelação de seus segredos é irresistível

Presença constante nas listas de mais vendidos dos principais jornais e revistas americanas, Elin Hilderbrand apresenta Os náufragos, uma empolgante história de paixão e suspense que explora com maestria os limites entre a amizade e o perdão. Um livro que certamente será lido no ritmo de um romance policial da melhor qualidade. 

Quando o professor de música Greg MacAvoy passa uma chuvosa noite de domingo com uma bela aluna do último ano do ensino médio, os boatos se espalham na cidade. Os comentários desgastam o casamento de Greg, e sua mulher, Tess, se divide entre o amor pelo marido e um segredo só seu. 

Com a chegada do aniversário de casamento, porém, os MacAvoy saem no veleiro para comemorar, na esperança de que a tormenta tenha ficado para trás. Em vez disso, chega uma notícia trágica: Greg e Tess se afogaram misteriosamente. O que terá acontecido com o casal?




A CRITICA
“Um retrato sensível das complexidades envolvidas nas amizades.” (The Washington Post)

“Uma bela história de relacionamentos complicados no encantador cenário de Nantucket.” (Publishers Weekly)

“Elin analisa com maestria o estresse constante que está presente na vida de todas as mulheres.” (Booklist)


A AUTORA
Elin Hilderbrand mora em Nantucket com o marido e os três filhos, onde escreveu todos os seus livros. Graduou-se na John Hopkins University e na University of Iowa. Presença constante nas listas de mais vendidos dos principais jornais e revistas americanas.

Saiba mais em http://en.wikipedia.org/wiki/Elin_Hilderbrand
  



Bibliografia




Elin Hilderbrand: Office Hours with Google Play

 

Lançamento





 

Primeira manhã de Jean-Claude Kaufmann


   

Primeira manhã

de Jean-Claude Kaufmann

Título Original:     Premier matin: comment naît une histoire d’amour
Tradutor:     Giseli Unti
  
Páginas:     256
Formato:     14 x 21 cm

  

Um olhar sociológico sobre o início da vida a dois

Antes dos anos 70, a primeira noite era, frequentemente, o desenlace de uma história de amor, já hoje é apenas mais uma etapa da vida das pessoas. Em Primeira Manhã: Como Nasce uma História de Amor, o sociólogo Jean-Claude Kaufmann revela como os detalhes matinais decidem os rumos de uma relação amorosa.

Na sociedade ocidental, o amor ocupa lugar de destaque. A temática do típico casal que se apaixona e descobre a felicidade está na literatura, no cinema, nas artes, no imaginário. Nesta obra, o autor retira o amor de sua posição de conforto, joga-o sob o olhar da sociologia e o analisa em suas cores mais obscuras, mostrando sem máscaras alguns dos detalhes mais particulares desse sentimento no início de uma história a dois.

O livro não analisa uma manhã calma e, menos ainda, a promessa de uma longa história de amor. Do despertar ao café da manhã, passando pela toalete matinal, os protagonistas são expostos a múltiplos questionamentos. Questionamentos que o sociólogo leva a sério, ainda que ultrapasse as fronteiras do escatológico.

O autor não questiona o encontro, mas os mitos e as representações usuais que surgem com intensidade. Entre as entrevistas que Kaufmann realizou, muitas histórias começaram sem grandes expectativas e tornaram-se grandes histórias de amor.

Segundo Jean-Claude Kaufmann, “as pessoas não devem hesitar em mergulhar a fundo, viver plenamente os momentos. A primeira manhã é um dos momentos raros onde o amanhã está em aberto, onde não estamos a reproduzir esquemas. É necessário se comportar como se não houvesse problemas, mesmo que, é claro, eles existam. É aí que reside toda a dificuldade”.

A CRITICA
“Em Primeira Manhã, Jean-Claude Kaufmann mostra, sob seu olhar de sociólogo, quanto pode se revelar por trás daqueles eventos das nossas vidas que nem sempre consideramos importantes.” (The New York Times)

O AUTOR
Jean-Claude Kaufmann
é sociólogo, diretor de pesquisa no Centre de recherche sur les liens sociaux (Centro de Pesquisa de Relações Sociais) na Universidade de Paris Sorbonne-V. Primeira Manhã é seu livro de estreia na Bertrand Brasil.

Dialogues, 5 questions à Jean-Claude Kaufmann


Lançamento





 

Água na boca de Andrea Camilleri, Carlo Lucarelli


Água na boca

de  Andrea Camilleri, Carlo Lucarelli

Título Original:     Acqua in bocca
Tradutor:     Joana Angélica d Avila Melo

Páginas:     108
Formato:     16 x 23 cm

  

Um jogo, um experimento, uma colaboração literária sem precedentes

Que leitor nunca imaginou um livro que unisse Hercule Poirot e Miss Marple, detetives protagonistas de Agatha Christie? Ou Sherlock Holmes, de Arthur Conan Doyle, e Nero Wolfe, de Rex Stout? É uma união inesperada como estas que Água na Boca apresenta: Salvo Montalbano, de Andrea Camilleri, e Grazia Negro, de Carlo Lucarelli, dois gênios italianos do romance noir. 

Após um encontro entre os dois escritores para a gravação de um documentário, eles aceitam o desafio proposto por seu editor: escrever um livro a quatro mãos, em que cada um fosse criando, alternadamente, as partes da trama.

O que começou apenas como uma obra colaborativa, se tornou, ao longo dos meses, uma partida de xadrez – palavras do próprio editor. Camilleri e Lucarelli enviavam o texto ao parceiro sempre num momento em que dificultasse a continuação por parte do adversário. A comunicação entre eles ocorria por meio de cartas e faxes – em que utilizavam fotos, colagens, textos escritos à mão e datilografados. Em determinados momentos, segundo eles próprios, foi extremamente complicado sair da situação criada pelo outro.

Água na boca é, portanto, o resultado de um duelo travado entre dois mestres detentores de técnicas distintas de escrita e que conquistaram milhões de leitores ao redor do mundo.

O que põe Montalbano e Grazia em contato é um insólito homicídio ocorrido em Bolonha: a vítima é encontrada com um saco plástico cobrindo-lhe a cabeça. No piso, ao lado do cadáver, há três peixinhos vermelhos. O caso está nas mãos de Grazia Negro, a qual, tendo descoberto que a vítima era originária de Vigàta, pede ajuda ao colega siciliano. Mas até que ponto Montalbano estará disposto a entrar no jogo e acompanhar Grazia numa investigação que se anuncia perigosíssima e é abertamente hostilizada pelos superiores de ambos?

A CRITICA

“Camilleri reavivou o romance epistolar e, com Lucarelli, criou um experimento original, para dizer o mínimo.” (Solo Libri)

O AUTOR

Andrea Camilleri

Nascido em Porto Empedocle (Agriento) em 1925, Andrea Camilleri trabalhou por muito tempo como roteirista e diretor de teatro e televisão, produzindo os famosos seriados policiais do comissário Maigret e do tenente Sheridan. Estreou como romancista em 1978. A consagração, porém, viria apenas no início dos anos 1990, quando publicou A forma da água, primeiro caso do comissário Salvo Montalbano. Desde então recebeu alguns dos principais prêmios literários italianos e tornou-se sucesso de público e crítica em todos os países onde foi lançado, com mais de 3 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo.


Lucarelli intervista Camilleri 




Lançamento





 

TEM PIANO NO SAMBA DA CAIXA CULTURAL CURITIBA



A pianista Maíra Freitas se apresenta no projeto Samba de Bamba


A CAIXA Cultural Curitiba apresenta, na próxima terça-feira (13), pelo projeto Samba de Bamba, a jovem pianista Maíra Freitas, filha do compositor Martinho da Vila. A artista será acompanhada por André Siqueira (percussão) e Cassius Theperson (bateria). Os ingressos estão à venda a partir desta terça-feira (6), ao meio-dia, somente na bilheteria da CAIXA Cultural.

Cantora, pianista e compositora, Maíra chega pela primeira vez a Curitiba e apresenta seu show com talento, bom-humor e elegância. O repertório tem como fio condutor as canções de seu primeiro disco – “Maíra Freitas” (Biscoito Fino/2011) –, produzido pela irmã Mart’nália, que inclui sambas de sua autoria e de compositores como seu pai Martinho da Vila (Disritmia), Paulinho da Viola (Só o Tempo), Noel Rosa (Último Desejo), Chico Buarque, (Mambembe), Jacob do Bandolim (O voo da mosca) e até Michael Jackson (com uma versão suingada de “Beat it”); além de canções inéditas, como como “Politibol”, “Lembrar de Quê” e uma versão especial para o clássico de Nina Simone “Feeling Good”.

Maíra Freitas:
Formada pela Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Maíra Freitas possui uma carreira extensa como pianista erudita e, ultimamente, está se aventurando pela música popular. Estreou como cantora e pianista no disco “Poetas da Cidade”, do pai Martinho da Vila. Em 2011 lançou, pelo selo Biscoito Fino, o CD Maíra Freitas, com três faixas de sua autoria: "Alô?", "Corselet" e "Se joga".

Neste ano fez a direção musical, os arranjos e atuou como cantora e pianista, ao lado de sua irmã Mart'nalia, no disco "Carnavalança – Carnaval para Crianças" lançado pela Biscoito Fino. O disco conta com participações de grandes nomes da Música Brasileira como Chico Buarque, Maria Rita, Martinho da Vila, Luiz Melodia, Paula Lima, Moyseis Marques e Evandro Mesquita.

Samba de Bamba:
O coordenador e curador do projeto Samba de Bamba, o jornalista e crítico musical Rodrigo Browne, explica que vai realizar mensalmente, até novembro, uma série de nove shows, sempre às terças, na CAIXA Cultural Curitiba. "Os convidados são artistas excelentes, representantes autênticos do que, hoje, se convencionou chamar 'Samba de Raiz' mas que, na verdade, trata-se do samba tradicional sem as imposições comerciais do mercado", explica.

O projeto traz, em cada apresentação, um formato semelhante ao que o produtor já realiza há 17 anos no seu programa “Samba de Bamba”, na rádio E-Paraná FM. Durante a transmissão, os sambistas convidados comentam a escolha de seus sambas prediletos. “No palco, durante o show, cada artista vai fazer o mesmo, contando o porquê de suas escolhas e quais são suas influências. Acredito que, assim, o público vai conhecer um pouco mais do processo criativo de cada sambista e da própria história do samba”, finaliza Browne. A próxima atração – o grupo Quinteto em Branco e Preto – se apresenta no dia 10 de setembro.

Informações e entrevistas:
Rodrigo Browne – (41) 9145-7027

Serviço:
Samba de Bamba – Maíra Freitas
Local: CAIXA Cultural Curitiba – Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR)
Data: 13 de agosto de 2013 (terça-feira)
Hora: 20h
Ingressos à venda a partir desta terça-feira (6): R$ 10 e R$ 5 (meia – conforme legislação e correntista CAIXA)
Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sexta-feira das 12h às 20h, sábado das 16h às 20h e domingo das 16h às 19h)
Classificação etária: Livre para todos os públicos
Lotação máxima: 125 lugares (2 para cadeirantes)

Bienal Internacional de Curitiba apresenta obras de Arte Indígena Contemporânea


O Dia Internacional dos Povos Indígenas, comemorado na próxima sexta-feira (9), tem representatividade na Bienal Internacional de Curitiba 2013. Uma das novidades é a mostra de arte indígena contemporânea com representantes de cinco etnias diferentes. O ianomâmi Sheroanawë Hakihiiwë (Venezuela), a wayuu Estercilia Simanca Pushaina (Colômbia), o zapoteca Baldomero Robles Menéndez (México), a maia Bella Flor Chanche The (México) e o apache Jason Lujan (Estados Unidos) utilizam meios diferentes como a pintura, o vídeo e a fotografia para se inserirem com naturalidade no espaço da arte atual.
Segundo o curador Ticio Escobar, “as obras em exposição no Museu Oscar Niemeyer mostram a arte indígena numa perspectiva contemporânea que supõe uma jogada arriscada e frutífera sem perder a potência dos seus imaginários nem a força de memórias alimentadas por seus próprios mundos”.
O artista apache Jason Lujan mostra o vídeo auto etnográfico “I look at indians I look at myself” que confronta os pressupostos de um documentário convencional, característica do trabalho de Lujan. Ele explora o significado de ser indígena numa cidade onde ao ser indígena o torna invisível. A mistura de processos digitais e convencionais lhe rendeu o Prêmio Bronze Remi Experimental de Melhor Filme & Vídeo Arte e o Prêmio Bronze Remi de Melhor Mídia Mixada/Curta Gerada por Computador. Seu trabalho já foi exibido no Canadá, Nova Zelândia e Estados Unidos.
Estercilía Simanca Pushaina nasceu na comunidade wayuu de El Paraíso, em La Guajira (Colômbia). Formada em direito, sua pesquisa trata da preservação e reflexão sobre sua cultura. Como é o caso do documentário presente nesta Bienal, “Nacimos el 31 de diciembre” narrado pelo ancião Raspahierro e a própria artista que fazem pensar sobre a dignidade do seu povo ao expor a ação do Estado que trocou o nome dos indígenas por insultos. Entre suas obras se destacam “El encierro de una pequeña doncella” (2003) e “Manifiesta no saber firmar” (2004). Participou como palestrante em diversos encontros nacionais e internacionais de literatura indígena.
A obra do zapoteca Baldomero Robles Menéndez, exposta nesta Bienal, reflete a infância do artista. As fotografias premiadas foram feitas numa casa, onde fantasia e realidade se misturam numa atmosfera repleta de simbolismos. A ideia é vincular a cultura local com seu imaginário, o real e o fictício, a memória e o inconsciente. Sua obra já foi exibida na Universidade de Oregon e na Galeria Artshare (Los Angeles, EUA), além de outros espaços da Espanha, França e Cuba.

A maia Bella Flor Canche Teh utiliza a figura do jaguar (símbolo de obscuridade, fertilidade e poder na cultura maia) numa série fotográfica que revela o legado deixado pelos avós no momento de sua morte. As imagens tratam da transmissão do conhecimento, dos dons e da sabedoria que passa de geração a geração. Esta artista mexicana combina estudos em Antropologia Social e Linguística Indoamericana e Fotografia. Entre as principais exposições estão: “Metáforas de lua: tradição e modernidade na arte indígena” (México, 2011) e “Mulheres criadoras” (México, 2006/2007).

Por fim, o ianomâmi Sheroanawë Hakihiiwë mostra num papel feito à mão, com algodão e fibras a figura da grande serpente “Wathä-Oni”, tradicionalmente pintada no corpo e na cestaria indígena. Nascido na comunidade de Pori Pori (Alto Orinoco, Venezuela), aprendeu a trabalhar com papéis artesanais feitos com fibras nativas e busca resgatar a memória oral de seu povo através da publicação de livros. Estudou em Chicago e teve suas obras expostas no Museu de Belas Artes e na Galeria Oficina#1 (Caracas, Venezuela), no Centro Nacional das Artes na Cidade do México e na Universidade Intercultural de Michoacán (México).
As obras de Baldomero Robles Menéndez, Bella Flor Canche Teh e Sheroanawë Hakihiiwë fazem parte da Colección Fomento Cultural Banamex A.C. e, junto com Estercilía Simanca Pushaina, formam o grupo dos quatro artistas vencedores da I Bienal Continental de Artes Indígenas Contemporâneas (México, 2012).
Serviço:
Bienal Internacional de Curitiba apresenta obras de Arte Indígena Contemporânea
Data:
31 de agosto a 1° de dezembro de 2013
Horário de visitação: 10h às 18h (3ª feira a domingo)

Local: Rua Marechal Hermes, 999 I Centro Cívico
Tel.: (41) 3350-4400
Ingresso: R$6 e R$3 (meia entrada)
Redes sociais: Facebook, Twitter e Youtube
Informações: www.bienaldecuritiba.com.br

Lucas Santtana lança álbum em vinil no Memorial da América Latina no dia 17






Novo trabalho conta com duas composições inéditas



O músico Lucas Santtana faz show de lançamento do disco em vinil “O Deus Que Devasta Mas Também Cura” no dia 17 de agosto (sábado), às 21h, no Auditório Simon Bolivar, localizado no Memorial da América Latina, em São Paulo. Nas dez faixas do LP, Lucas Santtana mescla suas influências de afrobeat, dub, baile funk, música sinfônica, sinthpop e música braslleira, abordados em seu quinto CD, e apresenta as inéditas “Tanto Faz” e “Now No One Has Anything”. “O vinil foi uma idéia da gravadora Europeia, mas diante de tantos pedidos do LP, através da internet, por brasileiros, resolvemos lançar o disco no Brasil também.”, afirma o artista.



Como um dos principais representantes da música brasileira no mundo, Lucas Santtana foi abraçado pelo crítica, criou uma boa base de fãs e apreciadores de suas criações, tocou nos principais festivais brasileiros e internacionais, lançando sempre discos elogiados, que o transformaram de aposta à condição de protagonista da cena atual. Com anos de experiência de palco, seus shows são um convite a dança, privilegiando o contato do músico com a plateia, sempre aberto para improvisos e participações.



No palco, ao lado de Caetano Malta (baixo, guitarra) e Bruno Buarque (MPC, samplers e efx), o artista toca as faixas do recém – lançado vinil e músicas que fazem parte dos álbuns “3 Sessions In a Greenhouse” e  “Sem Nostalgia”. Canções como “Se Pá Ska. S. P. “, “Lycra Limão”, “Cira Regina e Nana”, “É Sempre Bom se Lembrar” e “Dia de Furar Onda no Mar”, com participação do seu filho Josué e  um cavaquinho que lembra algumas canções do “Parada de Lucas” (2003), fazem parte do repertório do show.

Lucas Santtana – Lançamento do vinil “O Deus Que Devasta Mas Também Cura

Data: 17 de agosto (sábado)

Horário: 21h

Local: Memorial da América Latina – Auditório Simon Bolivar

Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade,664 – Barra Funda Informações: 11 3823 4600

Classificação etária: acima de 12 anos

Ingressos: R$ 1 ( ingressos serão vendidos no dia do espetáculo, a partir das 14h)- preços populares e +) – Espaço Victory – SP/SP

Coro da Camerata e Coral da UTFPR em apresentação conjunta na Capela Santa Maria



Na programação deste final de semana da Capela Santa Maria, o Coro da Camerata Antiqua de Curitiba une-se ao Coral da Universidade Federal Tecnológica do Paraná para a apresentação do concerto Entre Céu e Terra, sob a regência de Mara Campos. O repertório é dedicado a compositores contemporâneos – Eric Whitacre (1970), Jorge Drexler (1964), Giles Swayne (1946) e Benjamin Britten (1913-1976).  Os grupos fazem duas apresentações, nos dias 9 e 10 de agosto – sexta-feira às 20h, e sábado às 18h30.
O concerto é uma oportunidade de estreitar a parceria existente entre a Fundação Cultural de Curitiba e a Universidade Federal Tecnológica do Paraná. De acordo com a coordenadora de música erudita da Fundação Cultural, Janete Andrade, a UTFPR tem sido nos últimos anos uma grande parceira nas atividades da FCC, principalmente por sediar a Oficina de Música, nas quatro últimas edições do evento.
“O Coro da UTFPR é, há décadas, um dos grandes responsáveis pelo desenvolvimento da música coral em Curitiba. Convidamos o grupo para vivenciarmos uma experiência juntos. Entendemos que essa é também a nossa responsabilidade como agentes de formação e fomento. Devemos estimular as novas gerações amantes do canto, aproximando-as das atividades profissionais dos nossos grupos artísticos”, explica Janete. O Coral da Universidade Tecnológica Federal do Paraná existe desde 1966, como grupo artístico formado por estudantes e pela comunidade. Fundado pelo maestro Francisco César Leinig, teve vários regentes e atualmente é dirigido pela maestrina Priscila Prueter.

Entre Céu e Terra - Na regência do concerto, que une os dois coros, está a maestrina Mara Campos, de São Paulo, nome de destaque no cenário da música coral brasileira. Desde 1978, Mara vem formando e dirigindo conjuntos de importantes instituições, como os corais da USP e do Theatro Municipal de São Paulo. Também coordenou vários festivais e encontros de coros, além de ter participado de mais de 20 edições da Oficina de Música de Curitiba como professora de regência e canto coral.
Ao montar o repertório do concerto Entre Céu e Terra, Mara Campos escolheu obras inspiradas no paradigma entre ciência e religiosidade. “A expressividade das obras dos compositores ingleses Benjamin Britten e Giles Swayne e do norte-americano Eric Whitacre, aliada à alta qualidade dos textos contrastantes de Christopher Smart, Octavio Paz e Jorge Drexler, emprestam fôlego e voz a este programa, como apelo à responsabilidade em nossa atuação cotidiana frente ao mundo em que vivemos”, diz.  Durante o concerto, Mara fará breves comentários sobre as peças.
O programa inicia com a canção Al Outro Lado del Rio, de Jorge Drexler, médico, cantor e compositor uruguaio. Tema do filme Diários de Motocicleta, de Walter Salles, a música recebeu o Oscar de Melhor Canção Original. Foi a primeira canção em espanhol a receber a premiação.  O repertório inclui também quatro composições de Benjamin Britten, maestro e pianista inglês, um das figuras centrais da música clássica britânica do século 20. Escreveu em vários gêneros e estilos clássicos, de óperas a trilhas sonoras de filmes.
Outro destaque do programa são as composições do americano Eric Whitacre, uma das estrelas da música de concerto contemporânea em todo o mundo. Ele se tornou rapidamente um compositor sinfônico e coral muito solicitado, publicado e executado, assim como um regente e professor talentoso. Além disso, também escreve para filmes e foi indicado ao Grammy. Completa o repertório uma missa escrita pelo britânico Giles Swayne, cuja obra apresenta influências criativas do período em que viveu e visitou países africanos, como Gâmbia, Senegal e Gana.
O concerto faz parte da temporada anual de espetáculos dos grupos artísticos da Fundação Cultural de Curitiba, patrocinada pelo Ministério da Cultura e pela Volvo. O Coro da Camerata esteve recentemente na Alemanha, onde representou o Brasil na 3ª Bienal Internacional de Coros de Aachen. Nesta temporada 2013, o grupo atua sob a direção artística e regência da maestrina cubana Maria Antonia Jimenez.

Serviço:
Entre Céu e Terra - Concerto do Coro da Camerata Antiqua de Curitiba e do Coral da Universidade Federal Tecnológica do Paraná, com regência de Mara Campos.
Local: Capela Santa Maria Espaço Cultural – Rua Conselheiro Laurindo, 273 – Centro
Datas e horários: 9 e 10 de agosto de 2013. Sexta-feira às 20h, e sábado às 18h30.
Ingressos: R$ 30 e R$ 15 (meia-entrada)
Informações: (41) 3321-2840

PROGRAMAÇÃO CINEMATECA | 09 a 15 DE AGOSTO DE 2013



De 07 a 16 – 16h e 20h

Dia 13 – sessão somente às 16h

Exibição do filme O ABISMO PRATEADO (BR, 2011 – 100’ – ficção - digital)

Direção: Karim Ainouz

Violeta é uma dentista casada e com um filho, que tem um dia normal de

trabalho. Ao ouvir uma mensagem deixada na secretária do celular ela entra

em desespero. A mensagem foi gravada por seu marido, Djalma, que disse

que estava deixando-a e partindo para Porto Alegre. Ele pede para que Violeta

não o siga, mas ela não segue o conselho e tenta viajar, o quanto antes, para a

capital do Rio Grande do Sul.

Classificação 14 anos

Ingresso pago: R$5,00 (inteira) – R$2,50 (meia) – R$1,00 (aos domingos)

Dia 13 – 20h

Lançamento do curta-metragem QUÉ ABLAS MI AMOR (BR/PR, 2013 – 17’ –

DVD). Direção: Daniel Rey e Julio Rey.

Inspirado nos momentos em que nos sentimos cansados. Não por exercício

físico, mas cansados de aborrecimentos desnecessários. Essa é a história

da crise de Artur. Um inesperado distúrbio o força a se readaptar ao mundo.

Existem duas formas de ver o mundo: drama ou comédia, pessimismo ou

otimismo. Artur faz a sua escolha.

Classificação livre

Ingresso gratuito

Cinemateca

Rua Carlos Cavalcanti, 1174, São Francisco

Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às

22h30. Sábados e domingos, das 14h30 às 22h30.

Informações: (41) 3321-3252

PROGRAMAÇÃO CINE GUARANI | 09 A 15 DE AGOSTO DE 2013



De 09 a 15 de agosto de 2013 – 16h (de terça a domingo):

CURTAS INFANTIS

A infância é um tempo de inauguração de sensibilidades. É quando se

desenham na mente humana noções como pertencimento e interatividade.

É também quando se aprende a reconhecer limites e a maneira de superá-

los. Um pouco de tudo isso está tratado nesta seleção. Eles vêm de distintas

regiões e colocam em cena um país diversificado. Os heróis destes curtasmetragens são meninos e meninas, falando nos muitos sotaques brasileiros e

inventando soluções engenhosas para os problemas da vida. Mas os dilemas

e descobertas vividos por seus personagens não distinguem a roça da cidade

grande, o litoral nordestino do interior gaúcho. Seja onde for, a criança é um

tesouro de dramaturgia, bastando ser sensível para perceber e representar na

tela. Os filmes trazem, ainda, uma variedade de linguagens, ritmos e cores que

traduz a pluralidade do cinema brasileiro contemporâneo. Neste programa as

crianças verão um Brasil diferente do que prevalece na grande mídia, e assim

poderão ver melhor a si próprias.

Total do programa: 92 minutos

A MENINA ESPANTALHO (BR/DF, 2008 – 12’ – colorido – ficção – dvd).

Direção: Cássio Pereira dos Santos

ÁGUAS DE ROMANZA (BR/CE, 2002 – 14’ – colorido – ficção – dvd).

Direção: Glaucia Soares e Patricia Baia.

EMÍLIA ESCREVE UM DIÁRIO (BR/SP, 2007 – 3’ – colorido – ficção – dvd).

Direção: Tata Amaral

ERNESTO NO PAÍS DO FUTEBOL (BR/SP, 2009 – 14’ – colorido – ficção –

dvd). Direção: Andre Queiroz e Thais Bologna

GUIDO E GASPAR (BR/RS, 2008 – 14’ – colorido – ficção – ficção – dvd)

Direção: Márcio Schoenardie

HISTÓRIAS CURTAS – AS FÉRIAS DE LORD LUCAS (BR/RS – 14’ –

colorido – ficção – dvd)

Direção: Tatiana Naquete

HISTÓRIAS CURTAS – GOL A GOL (BR/RS, 2008 – 11’ – colorido – ficção –

dvd). Direção: Bruno Carvalho

O CÉU DE IRACEMA (BR/CE, 2002 – 10’ – colorido – ficção – dvd)

Direção: Iziane Figueiras Mascarenhas

Classificação livre

Ingresso gratuito

De 09 a 15 de agosto de 2013 – 17h45 e 20h (de terça a domingo):

Entra em  cartaz o filme ALÉM DO ARCO-ÍRIS (França, 2013 – 112’ – comédia

– 35mm). Direção: Agnès Jaoui. Elenco: Agathe Bonitzer, Arthur Dupont,

Valérie Crouzet.

Aos 24 anos, Laura ainda espera pelo príncipe encantado. Ao conhecer Sandro

em uma festa, acontece uma grande atração mútua e ela então acredita ser

ele o homem de seus sonhos. O filme alcançou 1 milhão de espectadores na

França, em apenas dois meses de exibição.

Classificação 12 anos

Ingresso pago: R$5,00 (inteira) – R$2,50 (meia) e R$1,00 (aos domingos)

Portão Cultural

Cine Guarani

Av. República Argentina, 3430 - Portão

Funcionamento: de terça a domingo, sessões normalmente às 16h, 18h e 20h

O acesso ao Cine Guarani a partir das 19h é pela portaria do estacionamento

Fone: 3345-4051

Korzus, Nervosa e Symphony of Malice: show em Santos nesta sexta-feira

O Korzus, um dos principais nomes do heavy metal brasileiro, se apresenta, nesta sexta-feira (09/08), na Tribal Club, em Santos. 


Banda traz o repertório que deve estremecer a Baixada Santista

O Korzus, um dos grupos mais respeitados do heavy metal brasileiro, se apresenta, nesta sexta-feira (09/08), na Tribal Club, em Santos. No repertório, Marcello Pompeu (vocal), Heros Trench (guitarra), Dick Siebert (baixo), Antônio Araújo (guitarra) e Rodrigo Oliveira (bateria) devem executar vários clássicos, além das composições do disco “Discipline of Hate” (2010).

A abertura está sob a responsabilidade das meninas da Nervosa, uma das sensações do cenário nacional, e do Symphony of Malice (EUA), que desembarca pela primeira vez no Brasil para divulgar o debut álbum “Judgement Day: The Aftermath”.

Os ingressos continuam à venda em diversos pontos de Santos e São Vicente, no valor de R$ 40,00. Mais informações no serviço abaixo.

Links relacionados:
www.korzus.com.br
https://www.facebook.com/femalethrash
https://www.facebook.com/symphonyofmalice

Serviço Santos
Projeto Hard ‘ Heavy apresenta Korzus, Nervosa e Symphony of Malice
Data: 9 de agosto de 2013
Hora: a partir 22h
Local: Tribal Club
End: Rua Frei Gaspar, 6 – Centro Histórico
Ingressos: R$ 40,00 (1°lote), R$ 45,00 (2° lote) e R$ 50,00 (na porta)
Pontos de venda: Top Shirts (Gonzaga), Sound of Fish (Gonzaga),Realejo Livros (Gonzaga), Reciclarte (Boqueirão), Náutica Tattoo (Praiamar Shopping e Litoral Plaza), Evolution Sk8 Shop (Miramar Shopping), Casa Simões (Centro) e Gudstore (São Vicente), Body Play Tattoo Shop (São Vicente).
Venda online: https://ticketbrasil.com.br

TAPA no ARENA Uma Ponte na História apresenta DESGRAÇAS DE UMA CRIANÇA

Dia 14 de agosto, quarta-feira, às 20h.



TAPA no ARENA
Uma Ponte na História

apresenta

DESGRAÇAS DE UMA CRIANÇA

de Martins Pena (1815 - 1848)



Desgraças de uma criança 72.jpg

O Grupo Tapa irá ocupar o
Teatro de Arena Eugênio Kusnet

durante todo o ano de 2013.

Serão 62 atores em cena,

17 peças, 12 autores e 8 diretores.

No dia 14 de agosto entra em cartaz a peça

Desgraças de uma Criança, de Martins Pena.



A peça mostra as peripécias amorosas de dois conquistadores às voltas com duas garotas, que em uma noite festiva, criam grandes confusões para encobrir o romance proibido. Além disso, Martins Pena critica com leve ironia e muito humor as relações sociais daquela época, e que ainda podem ser percebidas nos dias atuais.



Serviço

Direção: Brian Penido Ross

Elenco: Adriano Bedin, Júlio Mancini, Giovanna Ghiurghi, Laura Carvalho, Augusto César e Talita Olivieri.
Direção Musical: Júlio Mancini.
Temporada: de 14 de agosto a 12 de Outubro

Espetáculos: quartas e quintas feiras, às 20h,

e sábados às 18h.

Classificação: 10 anos

Duração: 65 minutos

Capacidade: 98 lugares

Ingressos: R$ 20,00 / R$ 10,00 meia

Bilheteria abre uma hora antes do espetáculo

Vendas só em dinheiro

Teatro de Arena Eugênio Kusnet

Rua Dr. Teodoro Baima, 94 – República

Tel: 11. 3256.9463

 

Marco Luque lança o livro Jackson Five - Organismo Pulsante



Jackson Five - Organismo Pulsante

com noite de autógrafos

dia 22 de agosto, às 19h,

na Livraria Saraiva do

Shopping Pátio Paulista,

Rua Treze de Maio, 1947.



Não só de problemas da megalópolis se vive um motoboy!

Nois também consegue se locomover

nas entrelinhas cotidiânicas de nois mesmos”.

Jackson Five



O ator e apresentador Marco Luque lança o livro “Jackson Five - Organismo Pulsante” ( Editora Novo Século. 168 páginas, R$ 24,90) na Bienal do Livro, que acontece em agosto no Rio de Janeiro.



As divertidas histórias do motoboy mais amado do Brasil agora estão registradas no primeiro livro do Jackson Five. Das dificuldades do caótico trânsito de São Paulo a dicas de relacionamentos amorosos, Jackson nos envolve em risadas, trapalhadas e entregas de pacotes misteriosos. Tudo, claro, em companhia da sua inseparável moto Lady Laura. Sob a mente brilhante do humorista e apresentador Marco Luque, o livro também conta com desenhos ilustrados pelo próprio autor que, formado em artes plásticas, nos revela seu outro talento. O submundo cotidiânico dos motoboys agora não será mistério para mais ninguém.





Outra novidade do ator é o seu aplicativo gratuito  onde concentra todas as mídias sociais,  facilitando o acesso dos fãs a sua agenda de shows por todo o país, comentários, personagens, além dos 2 games divertidos que os usuários  compartilham nas redes sociais.



Marco Luque é ator, humorista, locutor e apresentador de televisão, conhecido por seus personagens, atuações no teatro e pela apresentação na bancada do programa CQC da Band. É formado em Artes Plásticas pela FAAP. Em dezembro de 2010 levou o prêmio APCA na categoria humor no rádio, mantém um quadro na Rádio Mix FM como o motoboy “Jackson Five”.



Ficha Técnica

Jackson Five - Organismo Pulsante

Autor: Marco Luque

Editora  Novo Século

Formato: 14 X 21cm

Páginas: 168

Preço: R$ 24.90

ISBN: 978-85-428-0041-8

Disponível para pré-venda nas principais livrarias do país


FCC e MinC promovem oficina para editais voltados à mulher



O Ministério da Cultura (MinC), em parceria com a Fundação Cultural de Curitiba, promove oficina de capacitação para editais destinados a projetos cujas expressões artísticas sejam protagonizadas por mulheres. Ministrada por Ana Paula Santos, do Centro de Artes Visuais da Funarte e por Eleonora Kehles Spinato, representante do Ministério da Cultura, a oficina é gratuita e aberta à participação de produtoras e artistas das artes visuais e do audiovisual. A capacitação acontece na próxima sexta-feira (9), às 14, no auditório do Teatro Londrina no Memorial de Curitiba.

Para incentivar a produção cultural de mulheres e dar visibilidade à produção cinematográfica feminina, o edital Carmem Santos Cinema de Mulheres 2013 consiste em apoiar as obras audiovisuais cuja titularidade e direção sejam realizadas por mulheres. O material pode ser de gênero fictício, ação ou documentário, com a possibilidade de utilização de técnicas de animação. Serão premiadas dez obras audiovisuais de curta-metragem de até cinco minutos. Os vencedores receberão até R$ 45 mil cada. Também serão contempladas seis obras audiovisuais de média-metragem, de 26 minutos, no valor de até R$ 90 mil cada.
As obras audiovisuais deverão ser inscritas até o dia 19 de agosto por pessoas físicas, mulheres, brasileiras natas ou naturalizadas, que se apresentem obrigatoriamente como diretoras, sendo facultativo o acúmulo de outras funções.
Artes visuais
O Edital Prêmio Funarte Mulheres nas Artes Visuais também tem como objetivo selecionar projetos realizados por proponentes do sexo feminino que visem à prática de linguagens artísticas, à reflexão crítica e à profissionalização dos processos de gestão cultural. O edital considera atividades como exposições, mostras, oficinas, intervenções urbanas, publicações, produção crítica e documental, e seminários. Estão habilitadas a participar pessoas físicas do sexo feminino e pessoas jurídicas de direito privado de natureza cultural, com ou sem fins lucrativos, atuantes na área das Artes Visuais e compostas exclusivamente por pessoas do sexo feminino. A inscrição para pessoa jurídica deverá ser encaminhada pela sócia majoritária, na sociedade de cotas, ou a sócia que responda pela instituição em cargo máximo contido em estatuto ou contrato social. Serão contemplados pelo edital dez projetos em todo o território nacional. Cada proponente cujo projeto for aprovado neste edital receberá a quantia de R$ 70 mil, pagos em uma única parcela e deduzidos os descontos previstos na legislação vigente. As inscrições estarão abertas até 16 de agosto de 2013.




SERVIÇO:
Oficina de Capacitação para Editais do Ministério da Cultura
Data: sexta-feira, 9 de agosto, às 14h
Local: Teatro Londrina, Memorial de Curitiba (Rua Claudino dos Santos, 79, Largo da Ordem)
Evento gratuito e livre de inscrição

NOVA FESTA LA PHONIC UNE GRUPOS EM DIVERTIDA 'LUCHA LIBRE'


Os famosos “wrestling” mexicanos, mais conhecidos como “lucha libre”, dão o tom da nova festa do James. A La Phonic, comandada pelos integrantes da banda curitibana Colorphonic, reúne grupos convidados para fazer uma “luta musical”, com direito a máscaras e tudo mais. É nesta quinta-feira (08.08), a partir das 22h.
A ideia surgiu simplesmente da vontade de unir várias pessoas (bandas, amigos, estúdios) que discotecam constantemente no James para tocar numa festa só, sem ter algo em comum especificamente. Assim como as 'luchas libres', vale tudo no set da galera: indie, pop, rock, axé, dance 90s. O plano é divertir a qualquer preço”, conta um dos idealizadores da Colorphonic, o guitarrista Luciano Costa.
Um dos grandes atrativos são as máscaras destacáveis nos próprios cartazes da festa, uma criação especial do design artesanal da Bittersweet Handcraft. O público escolhe o seu grupo favorito e utiliza a máscara – bem ao melhor estilo “lucha libre” – para sinalizar quem mais agradou nas picapes. “Quem vai decidir mesmo vai ser o público, na hora, colocando as máscaras do grupo preferido, que podem ser destacadas dos cartazes da festa espalhados pelo James.”
Não se trata de uma competição de verdade. A grande diversão é brincar com a “rivalidade” dos grupos e com os sets inusitados promovidos pelos “lutadores”. “Um pouco da graça é justamente não sabermos o que vai tocar. O que vai rolar no som depende do 'momento' ou do que o grupo anterior já tocou. Acho que vale até mesmo um toque latino pra acompanhar a temática. Pelo menos garantimos apelar para algo assim no set do Colorphonic, adianta Luciano.
Pra completar a festa, os primeiros clientes ganham shosts de tequila e o público poderá compartilhar suas opiniões em um telão, com mensagens de texto. Além disso, o personagem El Bigodón será o “cicerone” durante as “luchas”, que também sortearão canecas “Bigode” da loja Canecaria.
LA PHONIC Primeira edição da festa com os residentes da banda Colorphonic. Convidados Tristano Peluqueria, Bennie and the Jets e Audac. Distribuição gratuita de shots de tequila para os primeiros clientes e sorteio de canecas “Bigode” da Canecaria. Fotos de Lucas Costa. Nesta quinta-feira (08.08), a partir das 22h, com entradas a R$ 12.
JAMES Av. Vicente Machado, 894. Curitiba/PR(41) 3222-1426. Formas de pagamento: Todos os cartões de débito e crédito Amex, Diners, Master, Visa e Visa Vale Refeição.

Lurdez da Luz leva turnê “Levante” para Curitiba


Com patrocínio da Natural Musical, ela faz apresentação única no Wonka Bar

Um dos principais nomes do novo hip hop nacional, a rapper paulista Lurdez da Luz apresenta no dia 9 de agosto, no Wonka Bar, a turnê  Levante, que celebra os seus dez anos de carreira. Na sequência, a cantora faz shows no Rio de Janeiro (Viaduto da Madureira, dia 10/8) e em Salvador (Teatro Vila Velha, dia 22/8). 

A turnê está sendo patrocinada pelo Programa Natura Musical, o mesmo que investiu em outras revelações da música brasileira como Marcelo Jeneci, Tulipa Ruiz e Karina "É uma felicidade sem fim a Natura apostar na minha música dessa forma. Acredito que minha expressão artística traga inovação e essa parceria é essencial pra propagação desse trabalho. Ao longo dessa turnê, também vamos disponibilizar diversos conteúdos para que ainda mais pessoas tenham acesso", avisa a rapper. 

Com rimas inteligentes e femininas, Lurdez da Luz representa a diversidade da música contemporânea. Ela começou sua carreira como vocalista do grupo Mamelo Sound System, de onde saiu em carreira solo em 2009. Seu primeiro disco solo,  Lurdez da Luz, foi lançado em 2010, com grande repercussão de público e mídia. Recentemente, apresentou seu novo single  Levante, que gerou um novo show, em que ela se apresenta com Alexandre Basa, produtor de  Babylon by Gus, clássico disco do Black Alien, e um dos integrantes do grupo Turbo Trio. 

Em julho, da Luz e Basa fizeram uma série de shows pela Europa em clubes e festivais de verão, apresentando uma fusão perfeita para pistas de música eletrônica e de hip hop. É com esse show inovador, único com esse formato no cenário atual do novo rap brasileiro, que a turnê do Natura Musical de Lurdez vai passar por diversas regiões do País. No repertório, remixes de músicas do primeiro disco de Lurdez da Luz, como Andei e Ziriguidum e muitas inéditas que vão compor o novo CD da cantora, como o single que dá nome à turnê.

Serviço:
Lurdez da Luz em Curitiba
9 de agosto – sexta, 22h
R$ 15
Wonka Bar – Rua Trajano Reis, 326
Informações:3026.6772

Copacabana Club leva som dançante ao Teatro do Paiol



Banda curitibana de destaque internacional estreia no tradicional palco da cidade

Acostumada a embalar pistas no Brasil e no mundo, o

Contando com a voz sexy de Camila Cornelsen, o show contará com o repertório de seus lançamentos mais recentes, como "Love is Over" e "Let it Go", de 2013. As faixas do primeiro álbum, "Tropical Splash" (2010), também estarão no setlist da apresentação, que tem André França (guitarras e synth), Claudia Bukowski (bateria) e CJ (baixo) completando o time. Produzido por Dudu Marote, o disco destacou os hits "Mrs Melody", "Backyard" e "Sex Sex Sex".

Trajetória

A banda brasileira Copacabana Club apareceu no cenário musical em 2007, com o lançamento do seu aclamado single "Just Do It". Com seu som dançante conquistaram o Brasil e palcos estrangeiros, fazendo parte do line-up dos principais festivais brasileiros – Planeta Terra, SWU, MECA, Lollapalooza – e também importantes festivais internacionais, como o norte-americano SXSW.

Três anos depois, lançaram seu álbum de estreia. Em 2013, já com nova formação, deram início ao projeto de singles. Nos quatro singles com lançamento previsto para 2013, a banda explora sonoridades e mostra a diversidade de influências musicais do grupo, contando com a parceira e a perspectiva de produtores diferentes a cada lançamento.

Atualmente, a banda cumpre agenda movimentada pelo Brasil e aproveita a experiência de criação e gravação do projeto de singles para também pensar no próximo álbum, com lançamento previsto para meados de 2014.

Serviço:
Copacabana Club no Teatro do Paiol
Ingressos: R$ 25 e R$ 12,50 (meia-entrada)
À venda na bilheteria do Paiol a partir de 2 de julho: terça a sexta, das 13h30 às 19h. Sábado e domingo: das 15h até o horário do evento
Somente dinheiro
Teatro do Paiol - Praça Guido Viaro, s/n
Informações: 3213-1340

Produção: Santa! Produção e Fineza Comunicação & Cultura
Apoio: Prefeitura Municipal de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba, Secretaria de Turismo de Curitiba, Adega Boulevard, T2 Eventos, Cantina do Délio, Estofaria, A Confeiteirinha, Ocupa Filmes, Musicletada, Blog Tudo o que você (ou)vê.


Copacabana Club fará um show com formato diferente para o público curitibano. No dia 10 de agosto, o quarteto levará sua mistura de pop, indie rock, electro e new wave ao palco do Teatro do Paiol, a partir das 21h.

Vespas Mandarinas lança disco em Santo André dia 10 de agosto



Banda Vivendo do Ócio se apresenta na mesma noite



A banda de rock paulista Vespas Mandarinas lança seu primeiro álbum, “Animal Nacional” (Deck), em Santo André no dia 10 de agosto. Com dois EP´s na bagagem, a cidade de São Paulo serviu de inspiração para esse novo disco. O show que será no Tupinikim bar. Na mesma noite se apresenta a banda baiana Vivendo do Ócio.



Formado por Chuck Hipolitho (voz e guitarra), Thadeu Meneghini (voz e guitarra), André Déa (bateria) e Flavio Guarnieri (baixo), o grupo faz um rock nacional clássico. “Bebendo na tradição e jogando para frente” – como eles dizem. O álbum, que foi gravado entre os estúdios Costella (SP) e Tambor (RJ), teve produção de Rafael Ramos e tem o que precisa para se tornar um forte representante do pop rock brasileiro.



“Animal Nacional” valoriza as letras, dando a elas uma profundidade que a banda acredita ter se perdido no rock. Para isso, contaram com os parceiros antigos, Adalberto Rabelo e Fábio Cascadura, nas composições. Fora eles, chamaram dois convidados de peso: Bernardo Vilhena, co-autor de “Santa Sampa” e Arnaldo Antunes de “A Prova”. Essas estão no repertório do show no Tupinikim, assim como as demais músicas do álbum, entre elas “Cobra de Vidro”, “A Prova”, “O Vício e o Verso” e “Distraídos Venceremos”.



A noite ainda contará com o rock baiano dos meninos da Vivendo do Ócio. O grupo, formado por Davide Bori (guitarra), Jajá Cardoso (voz e guitarra), Luca Bori (voz e baixo) e Dieguito Reis (bateria), apresenta o repertório do seu segundo álbum, “O Pensamento é um Imã” (Deck – 2012). Nele, estão sucessos como “Bomba Relógio”, “Radioatividade”, “Silas” e “Nostalgia”.



Vespas Mandarinas

Data: 10/08 (sábado)

Horário: 22h

Local:

Ingressos: R$ 20

Censura 18 anos


Tupinikim Bar (R. das Monções, 585 – Bairro Jardim – Sto André – São Paulo)

FCC lança calendário de debates com setores culturais




Na próxima segunda-feira (12), a Fundação Cultural de Curitiba (FCC) promove a primeira rodada de encontros setoriais com a classe artística curitibana. Batizado de “Papo de Classe”, o programa vai promover o debate sobre mudanças nas políticas públicas culturais da cidade e demonstrar os programas e os avanços feitos nos primeiros sete meses de gestão, além de ouvir demandas, críticas e sugestões da sociedade.

“Precisamos aprofundar o diálogo entre a FCC e os artistas e estabelecer um pacto cultural com a cidade. O objetivo é aperfeiçoarmos juntos a cadeia produtiva cultural, que também envolve a imprensa, os empresários e outras instituições”, diz o superintendente da FCC, Igor Cordeiro. Ele adianta que,após terminada a primeira rodada de conversas, serão agendadas novas datas. “Queremos criar com isso um canal de conversa constante e direto, ampliando, no futuro, o debate para outras linguagens e setores da sociedade”, completa.

Ainda de acordo com o superintendente, economia da cultura, incremento da cadeia produtiva cultural e maneiras de fortalecer o setor serão os temas principais nesta primeira rodada. “Outros assuntos como lei de incentivo e eventos específicos serão tratados em outros fóruns já anunciados pela FCC, na Conferência Municipal ou através do Conselho Municipal”, afirma.

Os encontros do “Papo de Classe” acontecerão no Auditório Londrina, no Memorial de Curitiba, com entrada franca (confira abaixo o calendário por setor). As inscrições devem ser feitas através do e-mail papodeclasse@fcc.curitiba.pr.gov.br, contendo nome, endereço, telefone e área de atuação.

Conferência Extraordinária

No último dia 23 de julho, o Conselho Municipal de Cultura aprovou realização de uma Conferência Extraordinária de Cultura a ser realizada em 2014 para debater temas exclusivamente alusivos à política cultural municipal. Também foram aprovadas a criação de uma comissão que analisará as demandas e resoluções das conferências anteriores para sugestões ao Plano Municipal de Cultura e a criação de um grupo de trabalho que iniciará os debates e estudos para reformulações das leis municipais de incentivo e fomento à cultura.

SERVIÇO – “Papo de Classe”
Espaço: Auditório Londrina
Horário 19h às 21h30
Inscrições pelo e-mail papodeclasse@fcc.curitiba.pr.gov.br, contendo nome, endereço, telefone e área de atuação
Música – 12/08
Circo – 13/08
Teatro – 19/08
Literatura – 20/08
Artes Visuais – 26/08
Audiovisual – 27/08
Dança – 02/08
Novas linguagens (design, gastronomia, arquitetura, etc) – 03/09

PROGRAMAÇÃO SEMANAL JAMES DE 07 A 10 DE AGOSTO


PROGRAMAÇÃO DA SEMANA
DE 07 A 10 DE AGOSTO


QUARTA 07.ago: 22h
QUARTA ROCK recebe Carla Elektra
DJs residentes Ale Dantas, Claudinha Bukowski e Pablo Busetti.
DJ convidada Carla Elektra.
SORTEIO de baldes de cerveja.
DOUBLE DRINK* até 1h.
*Destilados nacionais.
22h/R$ 12.


QUINTA 08.ago: 22h
LA PHONIC
Banda curitibana Colorphonic conta com a temática Lucha Libre, brincando com a "rivalidade" entre as equipes de DJs.
DJs residentes Colorphonic.
DJs convidados Audac, Tristano Peluqueria e Benny and The Jets.
DISTRIBUIÇÃO de máscaras de cada equipe.
SHOTS DE TEQUILA por El Grand Bigódón.
22h/R$ 12.


SEXTA 09.ago: 22h
ALTA FIDELIDADE especial com Alemão Uc (Drunk Disco)
DJs residentes Ale Dantas e Claudinha Bukowski.
DJ convidado Alemão Uc (Drunk Disco).
LISTA FIDELIDADE valendo desconto de 50% na entrada, a partir das 13h, na fanpage da festa no Facebook.
22h/R$ 20.


SÁBADO 10.ago: 22h
POP LINE
DJs residentes Lu Padilha, Denis Pedroso e Celso Ferreira.
DEGUSTAÇÃO DE DRINKS ao longo da noite.
SORTEIO DE VIPs com participação a partir das 13h, na fanpage da festa no Facebook.
22h/R$ 22.


JAMES
Av. Vicente Machado, 894. Curitiba/PR. (41) 3222-1426. Formas de pagamento: Todos os cartões de débito e crédito Amex, Diners, Master, Visa e Visa Vale Refeição.

Inscrições para curso de técnica vocal na Rua da Cidadania da Matriz



O núcleo da Fundação Cultural de Curitiba na Rua da Cidadania da Matriz (Praça Rui Barbosa) está com inscrições abertas para o curso de técnica vocal. Os interessados devem comparecer ao local no dia 8 de agosto (quinta-feira), no período das 10h às 12h e das 14h às 18h, quando o professor Christopher Ancoski fará entrevista e avaliação para a formação das turmas. Há vagas disponíveis às segundas-feiras, às 15h, 16h e 17h, e às quintas-feiras, às 10h, 11h, 12h, 15h, 16h e 17h. O curso é dirigido ao público adulto, sendo aceitas inscrições de pessoas a partir de 15 anos de idade. O valor da mensalidade é R$ 45. Informações pelo telefone: (41) 3313-5817.

Confronto revela título de novo trabalho

A banda brasileira Confronto finalizou o processo de masterização do seu tão aguardado novo registro fonográfico.



"Imortal"! Este é o nome do mais novo registro fonográfico da banda brasileira Confronto, um dos nomes mais respeitados do cenário metal/hardcore brasileiro. O terceiro full lenght da carreira do grupo foi gravado no estúdio Superfuzz, no Rio de Janeiro, e traz 12 furiosas composições. Este CD conta com as participações especiais de João Gordo (Ratos de Porão), Carlos "Vândalo" Lopes (Dorsal Atlântica), Felipe Eregion (Unearthly), além de Jonathan Cruz, Caio Mendonça e Paulo Doc, do Lacerated and Carbonized.

O tracklist oficial deste trabalho será anunciado nos próximos dias. No entanto, Felipe Chehuan (vocal), Max Moraes (guitarra), Eduardo Moratori (baixo) e Felipe Ribeiro (bateria) já revelaram o nome de algumas composições. A faixa titulo "Imortal" e “Meu Inferno” figuraram no repertório das últimas apresentações do Confronto pelo país e tiveram grande receptividade. 

A arte gráfica é assinada pelo artista alemão Patrick Wittstock, que também foi o responsável pela artwork do CD "Sanctuarium" e do DVD "Confronto: 10 Anos de Guerra". Wittstock é conhecido mundialmente por já ter trabalhado para Amon Amarth, Six feet Under, Aborted, Heaven Shall Burn, Grave, Dismember, Caliban e gravadoras como Metal Blade e Nuclear Blast.

“Imortal” será lançado ainda neste semestre pela Urubuz Records, selo representante das gravadoras Century Media, Metal Blade e AFM no Brasil. Responsável pelo lançamento de bandas como Suicide Silence, Napalm Death, Nuclear Assault, Sick of It All, Tankard, Viking, Liege Lord, Nasty Savage, etc. Entre as nacionais, já lançaram diversas bandas como Farscape, Metalmorphose, NX Zero, Glória, Mukeka di Rato, entre outras.

Confira o vídeo da música “Meu Inferno”, em São Paulo, em http://www.youtube.com/watch?v=sh7jyyzMX44. Algumas imagens das mais recentes apresentações do grupo estão em https://www.facebook.com/pages/Confronto/146093568787902.

Confira abaixo os vídeos exclusivos do portal Rock Now:
Imortal: http://www.youtube.com/watch?v=Qr-LDuqbyfE
Meu Inferno: http://www.youtube.com/watch?v=ZFRfQbF5uLo

Em 14 anos de carreira, o Confronto soma mais de 210 shows no exterior, com cinco turnês europeias, apresentando-se em alguns dos maiores e mais importantes festivais do mundo como Ieper Fest (Bélgica), Sucks N’ Summer (Alemanha), Fredericia (Dinamarca), Fluff Fest (República Tcheca) e para mais de 60 mil pessoas no aclamado Quito Fest (Equador). Além de uma extensa agenda de shows pelo Brasil, percorrendo quase todo território nacional e por boa parte da América do Sul passando por países como Colômbia, Equador, Chile, Peru e Argentina. Dividindo o palco com nomes consagrados como Napalm Death, Testament, The Haunted, Sick of it All, The Black Dahlia Murder, Sepultura, At The Gates, Voivod, Madball, Agnostic Front, Walls of Jericho, Krisiun, Ratos de Porão, Converge, Despised Icon e Misery Índex.

Produtores interessados em contratar o espetáculo do Confronto, Krisiun e Every Man Is Na Island devem entrar em contato com a Agência Sob Controle no e-mail sobcontroleproducoes@yahoo.com.br.

Links relacionados:
http://twitter.com/xconfrontox
https://www.facebook.com/confrontobrazil
http://www.youtube.com/confrontotv
http://theultimatemusic.com
http://sobcontrole.org

Próximas divulgações THE ULTIMATE MUSIC - PR:
09/08 – Korzus, Nervosa, Symphony of Malice – Tribal Club – Santos/SP
10/08 – Voodoo Glows Skull – Hangar 110 – SP/SP
06/10 – Sampa Music Fest 10 (A Banca, CPM 22, Gloria e +) – Espaço Victory – SP/SP


Tracklist oficial será anunciado nos próximos dias – foto: Mauricio Santana