terça-feira, 22 de abril de 2014

A Rosa da Meia-Noite de Lucinda Riley



A Rosa da Meia-Noite

de Lucinda Riley


Ano: 2014
Edição: 1
Número de páginas: 624
Formato/Acabamento: 16x23x4,1
Peso: 0.86 kg
P





A Rosa da Meia-Noite

Noite, A


Atravessando quatro gerações, A Rosa da Meia-Noite percorre desde os reluzentes palácios dos marajás da Índia até as imponentes mansões da Inglaterra, seguindo a trajetória extraordinária de
Anahita Chavan, de 1911 até os dias de hoje.

No apogeu do Império Britânico, a pequena Anahita, de 11 anos, de origem nobre e família humilde, aproxima-se da geniosa Princesa Indira, com quem estabelece um laço de afeto que nunca mais se romperia. Anahita acompanha sua amiga em uma viagem à Inglaterra pouco tempo antes da eclosão da Primeira Guerra Mundial. Ela conhece, então, o jovem Donald Astbury, herdeiro de uma deslumbrante propriedade, e sua ardilosa mãe.

Oitenta anos depois, Rebecca Bradley é uma jovem atriz norte-americana que tem o mundo a seus pés. Quando a turbulenta relação com seu namorado, igualmente rico e famoso, toma um
rumo inesperado, ela fica feliz por saber que o seu próximo papel uma aristocrata dos anos 1920 irá levá-la para muito longe dos holofotes: a isolada região de Dartmoor, na Inglaterra. As filmagens começam rapidamente, e a locação é a agora decadente Astbury Hall.

Descendente de Anahita, Ari Malik chega ao País sem aviso prévio,
afim de mergulhar na história do passado de sua família. Algo que
ele descobre junto com Rebecca começa a trazer à tona segredos
obscuros que assombram a dinastia Astbury.

O autor

Lucinda Riley


Lucinda Riley nasceu na Irlanda e durante sua infância viajou por todo o Oriente. Assim que se mudou para Londres, começou carreira como atriz de cinema, teatro e televisão. Aos 24 anos, baseada em sua experiência com dramaturgia, escreveu seu primeiro livro. Sua paixão por História trouxe-lhe a inspiração para escrever romances que têm conquistado os primeiros lugares nas listas de leitura de todo o mundo. Vive entre os Estados Unidos e a França, com o marido e quatro filhos.








Download
Baixe um trecho do livro Clique e baixe agora

LANÇAMENTO

http://www.editoranovoconceito.com.br


 

Os Solteiros de MEREDITH GOLDSTEIN

 Os Solteiros de MEREDITH GOLDSTEIN

Selo: NOVO CONCEITO
Ano: 2014
Edição: 1
Número de páginas: 272
Formato/Acabamento: 16x23x1,8
Peso: 0.37 kg



O LIVRO
Cinco adultos. Cinco pessoas com idade sufi ciente para ter conquistado alguma tranquilidade.

Mas sossego é algo que passa longe de suas vidas confusas. Hannah é diretora de elenco em Nova York e ainda chora pelo ex que a abando- nou. Rob não é muito bom em assumir compromissos, mas nos tempos da facul- dade quase namorou Hannah — e não se esquece disso... Vicki tem um trabalho lucrativo (embora tedioso) como designer de interiores de uma grande rede de supermercados, e é uma depressiva crônica. Nancy leva uma vida dupla, e Joe é um quarentão que adora namorar mulheres mais jovens... Não há como negar: juntos, eles podem comprometer seriamente os planos de Bee de ter o casamento mais elegante da cidade. Da união desses personagens apaixonados resulta um romance divertido e doce sobre vidas entrelaçadas, relações de amizade e o incontestável amor. 




 Uma autora eclética
Meredith Goldstein é  colunista e repórter de entretenimento e da conselhos no The Boston Globe. Sua coluna Cartas de amor é uma expedição diária de sabedoria para o apaixonado, que recebe cerca de 1 milhão de visualizações de páginas por mês em Boston.com. Cartas de amor aparece na edição impressa do Globo todos os sábados. Meredith também escreve sobre falsas estrelas de rock , ex-anilhadores menino , lobisomens femininos , livros de autoajuda , últimos shows de imagem , e como a soar como Matt Damon em Gênio Indomável.
 
O primeiro romance de Meredith, The Singles, foi lançado pela Penguin / Plume em abril. Não surpreendentemente, é uma história sobre relacionamentos complicados.
 
Meredith nasceu em New Jersey, criado em Maryland, foi para a Universidade de Syracuse, e agora vive em Roxbury, Massachusetts com uma máquina de algodão doce  que ela comprou para ela em seu aniversário de 30 anos.
 
Ela aparece em WBUR , WFNX , MIX 104.1 , NECN e FOX .
 
Para mais informações sobre The Singles e aparências, entre em contato com Katherine Flynn em Kneerim & Williams .
www.boston.com/lifestyle/relationships/blog/
Love Letters is a blog written by Boston Globe columnist Meredith Goldstein about romance problem and advice.







LANÇAMENTO

http://www.editoranovoconceito.com.br





A Filha do Louco de MEGAN SHEPHERD

 A Filha do Louco 
de
MEGAN SHEPHERD




  • Selo: NOVO CONCEITO
  • Ano: 2014
  • Edição: 1
  • Número de páginas: 416
  • Formato/Acabamento: 16x23x2,6
  • Peso: 0.57 kg

 
Nos lugares mais obscuros, até mesmo o amor pode ser mortal.




O LIVRO
A Filha do Louco

Nos lugares mais obscuros, até mesmo o amor pode ser mortal.


Juliet Moreau construiu sua vida em Londres trabalhando como arrumadeira — e tentando se esquecer do escândalo que arruinou sua reputação e a de sua mãe, afinal ninguém conseguira provar que seu pai, o Dr. Moreau, fora realmente o autor daquelas
sinistras experiências envolvendo seres humanos e animais.
De qualquer forma, seu pai e sua mãe estavam mortos agora, portanto, os boatos e as intrigas da sociedade londrina não poderiam mais afetá-la... Mas, então, ela descobre que o Dr.
Moreau continua vivo, exilado em uma remota ilha tropical e, provavelmente, fazendo suas trágicas experiências.
Acompanhada por Montgomery, o belo e jovem assistente do cirurgião, e Edward, um enigmático náufrago, Juliet viaja até a ilha para descobrir até onde são verdadeiras as acusações que apontam para sua família.



A AUTORA

MEGAN SHEPHERD é filha de livreiros e formou-se em Relações
Internacionais. Trabalhou na Costa Rica, Senegal, Escócia e Espanha, entre outros países. Hoje é escritora de livros para jovens adultos em tempo integral.





Download
Baixe um trecho do livro Clique e baixe agora





e também






LANÇAMENTO

http://www.editoranovoconceito.com.br




Eram todos camisa dez de Luiz Guilherme Piva



Eram todos camisa dez  de Luiz Guilherme Piva


No de Paginas:192




Apresentação Juca Kfouri

"Piva tem uma imaginação formidável ou uma experiência como boleiro maior que a do Cafu.
Porque ou relata situações vividas e de um jeito tão vivo que nos faz lembrar das nossas, ou viaja para dentro do país do futebol que compõe o imaginário coletivo deste patropi repleto de nuanças."

JUCA KFOURI

Este livro está cheio de heróis, vilões, aventuras, mitos e lendas. Ou seja, cheio de futebol.
Mas não estou falando do futebol com camisa por dentro do short, chuteiras coloridas e estádios com cadeiras almofadadas. Não, nada de padrão Fifa. Aqui é padrão Rifa, aquele em que os jogadores têm que fazer rifas entre os amigos para comprar suas bolas.
E, no padrão Rifa, apesar de as camisas serem rasgadas, as chuteiras cobertas de lama e as arquibancadas serem as árvores na beira do campo, os jogos são muito melhores. Talvez até por causa disso.
O futebol é sonho.
Por isso, nestas páginas há centroavantes que nunca existiram, mas que você já encontrou em algum campo por aí. Há zagueiros nunca antes inventados dos quais você já ouviu falar, há o jogador que você foi se tivesse sido.
Aqui há pequenas cidades invisíveis que você já cansou de ver, mentiras que todos nós já vivemos.
Aqui você vai ler sobre jogos que nunca aconteceram mas nos quais, se você forçar a memória, vai lembrar que jogou.
Porque o futebol não acontece no campo.
Acontece aqui, ó.

JOSÉ ROBERTO TORERO

O Autor

Luiz Guilherme Piva nasceu em Ubá (MG) em 1962.

É economista e tem mestrado e doutorado em Ciência Política. Nessas áreas, publicou Ladrilhadores e semeadores: a modernização brasileira no pensamento político de Oliveira Vianna, Sérgio Buarque de Holanda, Azevedo Amaral e Nestor Duarte (1920-1940), pela Editora 34, e A miséria da economia e da política, pela Editora Manole.
Em literatura, além de produções independentes, publicou, com José Santos, Poemas para vestir, pela Editora Estação das Letras e Cores.










LANÇAMENTO


O último segredo do templo


   
O último segredo do templo
de   Paul Sussman


Páginas:     518
Formato:     16 X 23 cm

  

Um thriller avassalador sobre o milenar conflito entre judeus e palestinos

Oriente Médio, ontem e hoje. O tema semanalmente ocupa as páginas dos principais jornais e revistas do mundo devido aos embates que judeus e palestinos travam há tempos. Palco de rebeliões separatistas, ataques terroristas, fundamentalismos e acordos de paz fracassados, não é de hoje que as nações e os povos que habitam essa região são alvos de histórias que ultrapassaram os noticiários; ganharam também páginas da literatura.




O último segredo do templo é um turbilhão de emoções, reviravoltas e aventuras inesquecíveis. Uma investigação de quase 2.000 anos de mistério sobre um poderoso objeto que, caindo em mãos erradas, pode mergulhar todo o Oriente Médio numa guerra de proporções inimagináveis.

Piet Jansen, antigo proprietário de um hotel, é encontrado entre as ruínas de um sítio arqueológico pouco visitado, próximo ao Nilo. O inspetor egípcio Yusuf Khalifa fica intrigado com os fatos que vêm à tona. Ele se recorda de outra morte, ocorrida há tempos – o brutal assassinato de uma israelense –, uma morte da qual sempre suspeitou de que haviam condenado um inocente.

O caso torna-se bastante complicado, e Khalifa se vê forçado a aliar-se ao detetive israelense Arieh Ben-Roi, um arrogante policial de Jerusalém, e à combativa jornalista palestina Layla al-Madani. E isso é só o começo de um fascinante mistério a ser solucionado pelo trio.


O AUTOR
Paul Sussman  arqueólogo de profissão e ensinava História na Universidade de Cambridge. Decidiu viajar pelo mundo, tendo trabalhado durante três anos como descobridor de túmulos. Em 1991 voltou à Inglaterra e fundou a revista The Big Issue. Desde então tem trabalhado como jornalista para a CNN na Europa, para a Rádio 4 e a GLR (London Live), e para os jornais The Daily Telegraph, The Daily Express, The Evening Standard e The Sunday Herald. Em 1997 foi nomeado o colunista inglês do ano pela Associação dos Editores de Publicações Periódicas.
Sussman fez parte da primeira equipe de escavações de novos sítios no Vale dos Reis desde que a tumba do faraó Tutancâmon foi descoberta em 1922. Seu primeiro romance, O Exército perdido de Cambises, se tornou best-seller mundial e foi traduzido para cerca de 30 idiomas.


Paul Sussman, ex-colunista do Big Issue,  um arqueólogo, tornou-se um aclamado autor de best-sellers e com uma série de thrillers descritas pelo The Independent como "resposta do leitor inteligente de O Código Da Vinci". Ele foi muito amado por sua auto-depreciativo e atitude descontraída, aliada à sua sagacidade e humor.

Após passagens como um coveiro na França e um Harrods 'charuto vendedor, Sussman admitiu que sua vida "nunca foi destinado a seguir um caminho totalmente convencional." Além de escrever, sua outra paixão era a arqueologia, e em 1998 ele descobriu o único item de jóias faraônico de ser foram escavados no vale do Egito dos Reis desde a descoberta da tumba de Tutankhamon por Howard Carter em 1922.

Nascido em Beaconsfield, em Julho de 1966, a Paul Nicholas Sussman era o único filho de Stanley, um gerente de vendas de uma fabricante de têxteis, e Sue, um virou-atriz-psicanalista. Depois de alguns anos em Hampstead a família se mudou para Northwood no noroeste de Londres. Educada na vizinha Merchant Taylors ', Sussman ler História em Cambridge. Ele abraçou totalmente o estilo de vida colegiado: ele estava em uma banda de thrash metal, Meathead e os Turbohammers, representado Colégio de São João no boxe, vencendo um azul, e ganhou o Prêmio Sir Joseph Larmor por sua contribuição intelectual excepcional para a vida universitária.

Graduando em 1988, Sussman deriva através de seus vinte anos com uma variedade de postos de trabalho, quase juntando MI6; ele também excursionou pela Europa em uma "produção rés-do-breakingly execrável" de James de Roald Dahl eo Pêssego Gigante, com Sussman como Tia Esponja. Ele até tentou sua mão em stand-up comedy e co-dirigiu o Grupo de Teatro TAD em Widnes.

A vida de Sussman mudou quando ele se juntou a The Big Issue, em 1992, a venda de espaço publicitário. Depois de muito articulado de Sussman para um papel escrito, co-fundador da revista, John Bird, concordou, iniciando-lo como um escritor de recursos e crítico de cinema. Sua coluna de irreverentes, histórias humorísticas de notícias de todo o mundo rendeu-lhe um bando de seguidores devotados, e, em 1996, deu origem a seu primeiro livro, A morte por espaguete. Ele ganhou vários prêmios por seu "In the News" coluna satírica.

Depois de sete anos fecundos em "um nervoso, caótico, louco e ambiente gloriosamente estimulante", Sussman freelance bewent, trabalhando para uma série de documentos, incluindo The Guardian e The Independent, bem como CNN. Embora também trabalhando como co-apresentador em L! Ve show de talentos da TV a cabo, Espanhol Archer, Sussman conheceu sua futura esposa, Alicky, um pesquisador. Na sua qualidade de Pedro Paella, como concorrentes foram introduzidos, Sussman cantava uma cantiga bem-humorado sobre eles em uma guitarra inflável. Alicky lembrou: "Apesar de estarmos nos poços de nossas carreiras, eu sabia que ele era o único imediatamente e eu acho que ele sabia tão bem." Após "uma proposta no topo da montanha" no Egito, eles se casaram em 2001. Mais tarde, ela se tornou um produtor e diretor de documentários para a BBC.

De Sussman tia Joan foi o responsável por seu amor à arqueologia, depois de uma viagem à exposição Tutankhamun no Museu Britânico, em 1972. Fascinado pelos tesouros em exposição, os seis anos de idade, começou as escavações extensas em seu quintal, na esperança de descobrir algo semelhante. Com a idade, ele se tornou um "Mudlark", dedicada a cavar ao longo das margens do Tamisa.

Através de conhecidos, Sussman foi convidado para atuar como diarista na Amarna Túmulos Reais de Projetos 1998 - a primeira nova escavação no Vale dos Reis, desde 1922; depois, ele retornou ao ano para dois meses temporadas de escavação. Ele logo se viu supervisão e, incrivelmente, descobriu o único item de jóias faraônico desde as escavações originais. Era uma pequena placa retângulo de ouro batido, carimbado com a cartela do faraó Seti II.

Sussman foi mais surpreso com a variedade de outros artefatos desenterrados reveladoras eles, incluindo um par de rolhas de cerveja-jar; uma coleção de cabeças de cinzel de cobre; um ostracon, um pequeno floco de calcário, tendo um desenho de um homem se masturbando; e as sobras de peixe de alguém ceia. Ele observou: "Estes são os restos não de deuses vivos, mas dos homens que cavaram e decoravam as tumbas - as pessoas que foram trabalhar, riu em piadas grosseiras, tinha uma cerveja e um takeaway no final do dia, Pessoas bonitas. . muito como você ou eu É por isso que eu amo a arqueologia: porque não apenas nos mostrar como as coisas eram diferentes, mas também como similar ".

Daí em diante, a paixão de Sussman para a arqueologia e da escrita, adicionado a uma paixão pela política do Oriente Médio e assuntos atuais, foram fundidos em seu romance de estréia O Exército Perdido de Cambises (2002), que teceu a história inexplicável do desaparecimento 523BC de um exército persa em Saara com a investigação conduzida pelo inspetor Yusuf Khalifa da polícia Luxor em três assassinatos aparentemente não relacionados e as políticas explosivas do Egito moderno. O livro foi descrito por um crítico "tão complexo como uma sala de espelhos e quase tão emocionante como uma ameaça de morte."

Seu segundo livro, O Último Segredo do Templo (2005), abrangeu o que estava se tornando a marca registrada de Sussman - "não apenas uma força plotado, ricamente observado, instigante suspense, mas com uma alma." Ele empurrou os botões de Dan Brown, foi um comentário ", acrescentando muitas reviravoltas satisfatórias e voltas, e as terras a história na violência e intriga do conflito israelense-palestino atual." A Hidden Oasis (2009) foi saudado como "um thriller inteligente, atraente, muito bem escrito."

Com vendas globais de mais de dois milhões, seus três primeiros livros foram traduzidos para 33 idiomas. Cinco dias antes de sua morte a partir de uma ruptura de aneurisma, Sussman, que recentemente completou Labyrinth of Osiris, devido à publicação do próximo mês, postou em seu site: "cópia de prova do novo livro chegou no post esta manhã - muito emocionante Curiosamente eu. estou mais animado com este do que qualquer um dos meus romances anteriores! " O ex-Big Issue colega e jornalista do Guardian Xan Brooks disse: "Ele estava particularmente orgulhoso do que ele tinha acabado: ele sentia que tinha acertou em cheio."

Como um homem de família, Sussman adorava seus dois filhos e tinha uma reputação de crianças sedutor com sua narrativa sobre bruxas, trolls e reinos mágicos. "Ele era como o Flautista de Hamelin", disse a esposa. "Todas as crianças o amava." Livro Um futuro das crianças tinha sido lápis dentro Ele é sobrevivido por Alicky e dois filhos. O primeiro filho do casal, Layla, morreu ao nascer em 2006.

Martin Childs

Lançamento





Dirceu: A biografia

Dirceu: A biografia
de  Otávio Cabral


Páginas:     336
Formato:     16 x 23 cm

      

Daniel, Hoffmann, Carlos Henrique, Pedro Caroço. Cubano, argentino, brasileiro. Todos foram – são – José Dirceu, personagem cuja trajetória se confunde com a história da esquerda latino-americana na segunda metade do século XX, e particularmente com a do Brasil, já no século XXI. Em um trabalho investigativo de fôlego, o jornalista Otávio Cabral reconstitui a vida deste emblemático político.

“Tão fundamental quanto as pesquisas foram as entrevistas com 63 pessoas que conviveram diretamente com Dirceu desde sua infância em Minas Gerais até o julgamento do mensalão. Com esses depoimentos, foi possível desvendar passagens desconhecidas de sua vida, como o exílio em Cuba e a clandestinidade no Brasil durante os anos 1970, além de bastidores inéditos de sua atuação no PT, no governo e no mensalão. Boa parte dos entrevistados pediu para não ser identificada, prática consagrada no jornalismo, as chamadas declarações em off”, afirma Otávio Cabral.

Dirceu foi líder estudantil em 1968, protagonista do histórico congresso da UNE em Ibiúna. Capturado, seria um dos presos trocados pelo embaixador americano. Expatriado e isolado em Cuba, quedou-se protegido por Fidel Castro, que o escolheria para comandar – já com um novo rosto – um foco guerrilheiro no Brasil. Desbaratado o movimento, encarcerados ou mortos cada um de seus integrantes, sobreviveria para mergulhar num longo período de clandestinidade, a ser somente interrompido, em 1979, pela anistia. Livre, conheceria o sindicalista Lula, fundaria o PT e se tornaria o mais afamado articulador político do petismo – mentor do programa que isolaria setores sectários do partido para construir a mais poderosa e inclemente máquina eleitoral da história do país.

Em 2003, pela via democrática que não ajudara a construir, alcançaria o Palácio, ministro mais importante de um presidente eleito pela esperança. E então o mensalão... De súbito desempregado, era o mais novo consultor da República, capitalista convicto, lobista feito milionário. E então o julgamento do mensalão... A condenação. 

“José Dirceu, que completou 67 anos em 16 de março de 2013, pouco antes da conclusão desta biografia, segue dizendo que só vai revelar seus segredos depois dos 80 anos. Procurei nestas páginas apresentar, treze anos antes, os fatos que realmente importam”, conclui o autor.



UM LANÇAMENTO




O último verão


O último verão

Autor:     Cesarina Vighy

Título Original:     L`ultima estate

Tradutor:     Cecilia Prado


Páginas:     182
Formato:     16 x 23 cm

  

UM OLHAR APAIXONADO PELA VIDA, MAS SEM EXPECTATIVAS DE VIVER Diagnosticada com uma rara doença neurológica degenerativa, Cesarina Vighy teve certeza que seu maior sonho acabara: tornar-se escritora, sendo a nova Emily Dickinson da literatura. Passado o choque inicial, decidiu enfrentar seus medos, como o fracasso e o julgamento da opinião pública, escrevendo a autobiografia O último verão, vencedor do Prêmio Campiello. Falecida em 2010, e após as críticas recebidas nos principais jornais europeus, ela não poderia imaginar quão perto chegou da poeta americana. Ao longo de quase 200 páginas, o leitor pode perceber a transformação de uma escritora relutante, desconfiada, em uma desbravadora que não tem medo de falar da vida, dos sonhos que não serão realizados e, obviamente, do medo do desconhecido. Isso, sem fazer concessão alguma à comiseração. Nesta obra autobiográfica – um pequeno auto de fé e um magnífico hino à vida que existiu, e que ainda existe –, Cesarina Vighy reconcilia o leitor com a vontade de viver e o leva a uma conclusão vital: todos precisam aproveitar os dias com alegria, mesmo que o tempo restante seja exíguo.


Rassegna Incontri con l'Autore 2010 - 29 gennaio 2010 - Cesarina Vighy "L'ultima estate"



Lançamento





Fundação Ema Klabin apresenta universo feminino com show de Fogueira das Rosas


Sob a ótica feminina, o repertório conta com canções de ninar, cantigas de amor e cantos devocionais
 

Valéria Zeidan e Angélica Leutwiller apresentam seu duo de voz e percussão
O Programa Tardes Musicais, que nesse semestre vem homenageando as mulheres na música, traz no dia 26 de abril, sábado, às 16h30, o grupo Fogueira das Rosas na Fundação Ema Klabin. Utilizando voz e pandeiros (orientais, mediterrâneos e brasileiros), Valéria Zeidan e Angélica Leutwiller cantam e tocam um repertório variado que dão suporte às canções sagradas de diferentes etnias que são fonte de inspiração até os dias de hoje.
O universo feminino é representado neste espetáculo através de cantos de trabalho, canções de ninar, cantigas de amor, cantos devocionais entre outros gêneros.
Para as mulheres da Galícia cantar era uma forma de manter conversas a longa distância; para as caixeiras do Maranhão, os cantos são formas de celebrar o Divino Espírito Santo, para as indianas, entoar um raga para a deusa Saraswati é fonte de inspiração para o desenvolvimento do conhecimento e das artes; para as mulheres judias, as cantilenas representam a transcendência de uma cultura milenar que viajou o mundo todo, para as mulheres cristãs da Idade Média, as cantigas de Santa Maria louvavam seus milagres.
 
Serviço:
Tardes Musicais – As Mulheres na Música 
26/04 – Show com o grupo Fogueira das Rosas
Horário:  16h30  
Entrada Gratuita
Lotação : 180 pessoas
Indicação: Livre
Aos sábados de show, visitação gratuita ao Museu, a partir das 14h.
Fundação Ema Klabin -   Rua Portugal, 43 - Jardim Europa - São Paulo | 01446-020
Fone: 11 3062-5245    

Programação semanal James de 23 a 26 de Abril






PROGRAMAÇÃO DA SEMANA
DE 23 A 26 DE ABRIL

QUARTA 23.abr: 22h
DJs residentes Ale Dantas e Pablo Busetti, com Claudinho Yuge.
DJs convidados da Tristano Peluqueria.
VENHAM POR NOSSA CONTA, sorteio promocional a partir das 13h,na fanpage da festa no Facebook.
DOUBLE DRINK de destilados nacionais até 0h.
R$ 15.

QUINTA 24.abr: 22h
DJs residentes Giu Nunez e Guibe.
DJs convidados Gabriela Ubaldo (Macumbia/SP), André Gomide (Festa Erasmus/CWB) e Ailen Scandurra.
DOUBLE DRINK DE MOJITOS
das 23h à 0h.
R$ 15.

SEXTA 25.abr: 22h
IN NEW MUSIC WE TRUST edição TRABALHO SUJO
DJ residente Denis Pedroso.
DJs convidados
Alexandre Matias (Trabalho Sujo/SP), Rafael Araújo (CPCK), Mixdude, Guga Azevedo e Felipe Rocha vs Rodrigo Urbanski.
MIXTAPES E PROMOÇÕES pela fan page da festa, no Facebook
R$ 20.

SÁBADO 26.abr: 22h
DJs residentes Denis Pedroso, Ale Dantas e Celso Ferreira.
DEGUSTAÇÃO DE DRINKS ao longo da noite.
SORTEIO DE 20 VIPs a partir das 13h, na fanpage da festa no Facebook.
R$ 25.

* Todas as infos e releases sobre nossa programação estão disponíveis em nosso site www.barjames.com.br.
*PROGRAMAÇÃO SUJEITA A ALTERAÇÃO SEM AVISO PRÉVIO.


Av. Vicente Machado, 894. Curitiba/PR. (41) 3222-1426. Formas de pagamento: Todos os cartões de débito e crédito Amex, Diners, Master, Visa e Visa Vale-Refeição.

ISRAEL PEREIRA TEM NOVO EQUIPAMENTO PARA DISPUTA DO BRASILEIRO DE JET SKI – GRAND PRIX 2014



 O gaúcho de Guaíba disputará a segunda e terceira etapas da competição, que serão realizadas de 1º a 4 de maio, na Represa de Furnas, em Boa Esperança (MG).



Contando com um novo equipamento, o gaúcho Israel Pereira espera apresentar boa performance no Campeonato Brasileiro de Jet Ski – Grand Prix 2014. O piloto de Guaíba confirmou presença na segunda e terceira etapas da competição, que serão realizadas de 1º a 4 de maio, na Represa de Furnas, em Boa Esperança, no Sul de Minas Gerais. Com base nas 16 edições anteriores realizadas na cidade, os organizadores esperam um público de aproximadamente 35 mil pessoas, somados os quatro dias de evento.

Na etapa de abertura, realizada em janeiro, em Pereira Barreto (SP), Israel Pereira competiu com um equipamento emprestado do catarinense Ibanez Zanette. “Acredito que fui relativamente bem, pois o jet era stock e corri na categoria Runabout Turbo Limited e terminei em terceiro lugar, que acabou sendo positivo pelas circunstâncias e continuo com chances de brigar pelo título”, analisou o gaúcho, campeão nacional em 2011.

Em Boa Esperança, o piloto de Guaíba estreará o jet modelo Kawasaki Ultra 310R que é o primeiro no Brasil. “Apesar do equipamento ser todo original, a sua qualidade é excelente e já tenho certo conhecimento desse jet que irei estrear. Na disputa em Minas Gerais, uma série de fatores serão importantes para conseguir bons resultados, entretanto, um aspecto primordial para mim é melhorar a arrancada e tenho treinado muito para isso. Dificilmente um piloto que larga atrás consegue buscar e chegar na frente. O nível é muito parecido”, destacou.

Pereira gosta de competir em Boa Esperança, pois lembra que o Lago da Represa de Furnas é ‘liso’, tem vento de todos os lados e um lugar muito bonito. Ressaltou que a presença do público é outro fator marcante em Boa Esperança e que motiva todos os competidores. “Vou buscar as vitórias em todas as baterias que disputarei, pois serão fundamentais em termos de classificação geral”, acrescentou o gaúcho que também ocupa a quinta colocação na Super Course Turbo GP.

No dia 1º a movimentação do Campeonato Brasileiro de Jet Ski – Grand Prix 2014 será aberta às 11 horas, com treinos livres e as disputas das baterias começam às 13 horas.

A segunda e terceira etapas do CAMPEONATO BRASILEIRO DE JET SKI GRAND PRIX 2014 - Classificatória para o Mundial de 2014 é uma realização da BJSA – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE JET SKI, com homologação da IJSBA – INTERNATIONAL JET SPORTS BOATING ASSOCIATION. Produção - CPM7 FULL PROMOTION. Patrocínio – PREFEITURA DE BOA ESPERANÇA E CÂMARA MUNICIPAL.  Apoio: 51 ICE, X-FLOAT, SPETO IMPORT, CASARINI SEA-DOO / BRP, YAMAHA DO BRASIL, GLOBOJET / KAWASAKI, Site BOMBARCO, REVISTA BOAT SHOPPING, www.photojetski.com.br, FULLPOWER, TOALHAS SÃO CARLOS, NEWPRESS VIDEO PRODUÇÕES E COPTERCAM. O evento conta com a supervisão da MARINHA DO BRASIL e CORPO DE BOMBEIROS.

Maiores informações no site www.bjsa.com.brwww.photojetski.com.br

Direto do Rio Grande do Sul Macedusss com "Os Joanetes", dia 25 de abril, às 22h, no palco do 92° Rock.




“Macedusss & As Desajustados Bando” (RS)
A única possibilidade de um projeto “lúdico real impossível”


O “Macedusss & As Desajustados Bando” direto de São Paulo traz para Curitiba um show inédito ao lado da banda curitibana “Os Joanetes”, dia 25 de abril, no palco do 92° Rock.

Fundada em 1992, uma banda da geração que todo mundo quis ter uma banda, uma banda poderosa de tocar é o “Macedusss & As Desajustados Bando”. Macedusss conta que já tocou em diversas cidades do Brasil,  também em quintais, em seu último show tocou com Edu-k vocalista do Defalla, criador da música “popozuda”, importante nome do “rock gaúcho” que resultou num selo virtual que lançou o disco remasterizado da banda.

O repertório de Macedusss é dinâmico, muda de acordo com a proposta de nomadismo da banda que já investiu em Funk e agora no show em Curitiba inclui o “Dub Systen” com letras que exaltam os pequenos times de futebol da cidade natal da banda, como o Aimoré de Porto Alegre.  Para Macedusss é “na perspectiva de alguns, devir-mundo em nomadismo ético, estético, político e postal”. Ele finaliza com "há rizoma quando os Macedusss deslizam uns sobre os outros", finaliza.


 Serviço
 "Macedusss"

"Os Joanetes"  

- Soundcloud: https://soundcloud.com/joanetes
- TNB: http://tnb.art.br/rede/joanetes
- Facebook: http://www.facebook.com/pages/Joanet
- http://www.youtube.com/watch?v=lazHEqJ-ahM

Tem post novo no Blog do Le-Heitor



Tem post novo no Blog do Le-Heitor
Heitor apresenta mais uma edição do seu clube de leitura com a Escola Municipal Luiz Gatti, de Belo Horizonte, e o livro da vez é o Meu pai é um homem-pássaro, de David Almond, escritor inglês que ganhou o prêmio Hans Christian Andersen em 2010: http://blogdoleheitor.sintaxe.com.br/

Pack e Credo

Pack e Credo são grafiteiros de São Paulo e entre dezembro e janeiro fizeram uma Tour, de carro, passando pelo sul do Brasil (Curitiba, Florianópolis, Criciuma, Porto Alegre, Santa Maria e Uruguaiana), pela Argentina (Buenos Aires e La Plata) e Uruguai (Colonia del Sacramento, Montevideo e Punta del Este), pintando painéis junto aos artistas locais.

A data de saida da cidade natal foi 14 de dezembro, sendo que percorreram mais de 6000 km, em 11 cidades de 3 países, retornando por volta do dia 13 de janeiro.



A viagem foi paga principalmente pela venda das camisetas criadas pelos artistas como forma de financiamento colaborativo, além da permuta de graffiti pela estadia em hostels e de hospedagens solidárias.



O registro de todo o processo foi feito por Patricia Santos Toledo, esposa do Pack, que os acompanhou na viagem. O material de fotos e vídeos coletados servirão para a criação de um documentário, Livro-DVD, diagramado por Eve14 e editado por Dona Glória Studio Art Motion, à ser lançado em todas as cidades por onde a tour passou. E que além de conter o registro das pinturas e das experiências vividas nessa primeira viagem internacional do trio, apresentará os diários de bordo com relatos pessoais, entrevista com os artistas locais, traçando dessa forma um breve panorama do graffiti na América Latina, e outras coisas mais. Para isso o grupo esta lançando um Catarse (Financiamento coletivo), uma espécie de “vaquinha” que possibilita recompensas aos colaboradores.



Real Estate lança novo clipe







Grande parceira da Deck, a gravadora Domino lança hoje o novo clipe da banda norte americana Real Estate. O vídeo da música “Crime” foi dirigido pelo comediante Tom Scharpling e é estrelado pelo ator Andy Daly. Nas imagens, a banda de New Jersey (EUA) aparece tocando enquanto uma série de eventos, previamente narrados pelo diretor mercenário interpretado por Daly, acontecem.


A música é o novo single de “Atlas”, terceiro álbum de estúdio do grupo de New Jersey, lançado esse ano pela Domino. Muito elogiada pela crítica especializada, a Real Estate traz um ritmo que combina o rock psicodélico, o pop e o indie.


Para assistir acesse: http://www.funnyordie.com/videos/2aef8dcd7b/real-estate-crime